Evento marca o Dia Internacional da Mulher e campanha contra o racismo

Além de celebrar a data importante para a agenda pelos direitos das mulheres, o sexto encontro Trajetórias Negras também faz parte da campanha 21 Dias de Ativismo contra o Racismo deste ano, evento que é realizado desde 2017.

O Comitê Pró-Equidade de Gênero e Raça da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) realiza, na próxima terça-feira (9), das 10h às 12h30, mais uma edição do Trajetórias Negras na Fiocruz, projeto iniciado em 2018 para dar visibilidade a histórias profissionais e pessoais de trabalhadores negros da instituição, criando um espaço para refletir, a partir dos relatos compartilhados, sobre as desigualdades étnico-raciais e o racismo estrutural enfrentado cotidianamente. O encontro será on-line, em função das recomendações de distanciamento social diante da pandemia de Covid-19, com transmissão pelo canal da VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz no YouTube. O evento contará com tradução para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), visando oferecer medidas de acessibilidade.

Desta vez, o encontro marca o Dia Internacional da Mulher (8 de março) e contará com a participação de duas servidoras para apresentarem um pouco de suas vivências: Denise Oliveira e Silva, pesquisadora em Saúde Pública e vice-diretora da Fiocruz Brasília, doutora em Ciências da Saúde e pós-doutora em Antropologia da Alimentação; e Roberta Gondim, psicóloga, professora/pesquisadora do Departamento de Administração e Planejamento em Saúde (Daps) da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz), mestre em Saúde Pública e Doutora em Sociologia. A mediação do debate fica por conta de Roseli Rocha, integrante da coordenação colegiada do Comitê Pró-Equidade e assistente social do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz).

Além de celebrar a data importante para a agenda pelos direitos das mulheres, o sexto encontro Trajetórias Negras também faz parte da campanha 21 Dias de Ativismo contra o Racismo deste ano, realizada desde 2017 e que reúne ações propostas por pesquisadores, professores, estudantes, coletivos, organizações e ativistas do movimento negro e da luta antirracista no país para marcar o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, criado pela Organização das Nações Unidas e comemorado em 21 de março. Veja na programação oficial completa da campanha as diversas atividades que visam fortalecer o enfrentamento ao racismo e às formas de opressão.

Comitê Pró-Equidade de Gênero e Raça da Fiocruz

O Comitê foi criado em 2009, para consolidar uma agenda institucional pelo fortalecimento dos temas étnico-raciais e de gênero na Fundação, colaborando para uma constante atualização e reorientação de suas políticas, bem como de suas ações, seja nas relações de trabalho, seja no atendimento ao público e na produção e popularização do conhecimento. Em 2018, passou a ser gerido por uma coordenação colegiada, sendo a promoção da equidade de gênero, diversidade sexual e das relações étnico-raciais na Fiocruz, prioridade do Comitê, em alinhamento com o posicionamento da instituição em defesa dos direitos humanos, do reconhecimento e valorização da diversidade e combate às desigualdades. Acompanhe o Portal Fiocruz e outros canais institucionais para saber mais sobre as ações realizadas pelo núcleo.  

Fonte: Fiocruz

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também