10/11/2020 REUTERS/Dado Ruvic

Estudo diz que vacinas Pfizer e Oxford já garantem 86,6% de imunidade na primeira dose

O estudo foi realizado na Coreia do Sul.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Uma dose da vacina de Oxford e da vacina da Pfizer demonstram eficácia de 86,6% para prevenir a contaminação de indivíduo pelo novo Coronavírus, dentre idosos de 60 anos ou mais, de acordo com dados disponibilizados pela Coreia do Sul na manhã desta quarta-feira (5).

De acordo com a KDCA (Agência Coreana de Controle e Prevenção de Doenças), a eficácia da vacina da Pfizer/BioNTech, foi no estudo de 89,7% em duas semanas após a aplicação da primeira dose, enquanto a da vacina de Oxford foi de 86%.

A pesquisa tomou como base, mais de 3,5 milhões de pessoas na Coreia do Sul com 60 anos ou mais durante um período de dois meses que foi dado início no dia 26 de fevereiro, incluindo 513.133 mil pessoas que receberam a primeira dose da vacina de Oxford ou da Pfizer.

Durante este período, na Coreia do Sul foram registrados 1.237 casos de indivíduos contaminados pela Covid-19, deste grupo apenas 29 haviam tomado a primeira dose das vacinas.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Observatório Covid-19 alerta para cenário de alto risco

Segundo o estudo, a combinação do número alto de casos com uma ligeira queda no número de óbitos e a maior parte dos estados com alta taxa de ocupação de leitos UTI Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) é muito preocupante.

Comentários estão fechados.