Estágio de lockdown é prorrogado em Teresópolis

O Prefeito de Teresópolis, Vinicius Claussen, publica nesta segunda-feira, 25 de maio, novo decreto municipal prorrogando até a próxima segunda, dia 1º de junho, o Lockdown 1º estágio no município. A expectativa é de que, com este prazo, as medidas tomadas na última semana surtam efeito em número de casos confirmados. O município já vem apresentando queda no número de novos casos por semana epidemiológica. Na última semana (semana 11), houve desaceleração no número de novos casos em relação à semana anterior. Mantendo essa tendência, após 1º de junho, a restrição de circulação por CPF deverá ser aplicada apenas para acesso aos estabelecimentos.

Com isso, nesta semana continua valendo a restrição para circulação de pessoas nas ruas do município de acordo com o dígito do CPF. Pessoas com CPF final par (0, 2, 4, 6 e 8) poderão circular nos dias pares e pessoas com CPF final ímpar (1, 3, 5, 7 e 9) poderão circular nos dias ímpares. As pessoas devem portar documento oficial com foto que conste o número do CPF ou documento oficial com foto e o CPF ao transitar em locais públicos. Estão mantidas as exceções descritas no decreto anterior. Autorizações já emitidas serão prorrogadas automaticamente, não sendo necessário emitir novamente o documento.

De 18 a 23 de maio, o Lockdown 1º Estágio registrou cerca 53% de isolamento social no município. No dia 21 de maio, Teresópolis teve o segundo maior índice do Estado, ficando atrás apenas de Trajano de Moraes, município com cerca de 10 mil habitantes, que registrou 54% de pessoas isoladas. O dado foi obtido por mapeamento feito por meio de dados captados, de forma criptografada, a partir de dispositivos móveis, realizado pela Inloco, empresa atuante no setor de segurança da informação e antifraude, líder nacional.

PERSPECTIVA DA RETOMADA ECONÔMICA GRADUAL E RESPONSÁVEL

Conforme apresentado à população no dia 12 de maio em transmissão ao vivo da Prefeitura de Teresópolis, o Gabinete de Crise prepara para colocar em prática o “Plano de retomada gradual e responsável das atividades econômicas”. A principal métrica que condiciona o avanço nesse planejamento continua sendo a taxa de ocupação de leitos COVID-UTI. Esse planejamento foi apresentado também às autoridades do Judiciário e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro em reunião na sexta-feira passada (22).

Sendo possível o avanço da retomada das atividades, a reabertura será de acordo com as ondas já anunciadas. Essas ondas poderão ser pausadas, avançar ou até mesmo retroceder, de acordo com a nota técnica semanal da Secretaria de Saúde, que passa a ser publicada agora toda segunda-feira. Foram considerados na avaliação para definição das ondas: o potencial de aglomeração de pessoas, a circulação de ar, a incidência de sol, potencial de contágio e parecer opinativo, elaborados por cada setor econômico.

A Prefeitura tem a seguinte previsão de ondas e datas:

1ª Onda: avaliação prevista para 01/06 para início dia 02/06

Prefeitura; comércio varejista (lojas de rua); prestadores de serviços; restaurantes, lanchonetes e bares; centro comercial; shopping sem atividades coletivas e recreativas.

2ª Onda: avaliação prevista para 15/06 para início dia 16/06

Atividades esportivas ao ar livre, com distanciamento; estúdios de atividades físicas de atendimento individual; Feirinha do Alto e Mercado Popular, com protocolos específicos.

3ª Onda: avaliação prevista para 29/06 para início dia 30/06

Atividades físicas em academias (sem aulas coletivas); cursos de formação, hotelaria (atividades com restrições)

Última onda: prevista para o  2º semestre

Eventos coletivos; clubes; cinema; teatro; museus; casas de festas e eventos; parques; creches, escolas e faculdades; academias (todas as atividades).

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também