Magá Jr. / Governo do Estado do Rio de Janeiro

Estado e Prefeitura do Rio se reúnem para discutir soluções para o Carnaval 2020 Reunião entre o secretário da Casa Civil, André Moura, e o presidente da Riotur, Marcelo Alves, tratou sobre as obras emergenciais no Sambódromo

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Governo do Estado e a Prefeitura do Rio se reuniram, nesta sexta-feira (18/10), para discutir soluções para o Carnaval 2020. No encontro, no Palácio Guanabara, o secretário da Casa Civil e Governança, André Moura, o presidente da Riotur, Marcelo Alves, e o procurador-geral do Estado, Marcelo Lopes da Silva, trataram sobre as obras emergenciais no Sambódromo. As intervenções são uma exigência do Ministério Público Estadual e, para o Carnaval do ano que vem, o Município ainda precisa obter a autorização do Corpo de Bombeiros para que a Marquês de Sapucaí possa receber os desfiles das escolas de samba.

– Seguindo a orientação do governador Wilson Witzel, nos reunimos para encontrar uma solução para o Carnaval 2020, uma vez que a Prefeitura do Rio não tinha perspectiva de solucionar o problema para atender à exigência do Ministério Público ao realizar as obras que permitem os desfiles. A Prefeitura apresentou os projetos de intervenção no Sambódromo, que giram em torno de R$ 8,2 milhões. A partir de agora, vamos cuidar da parte burocrática para que, o mais breve possível, o governador Wilson Witzel possa convidar o prefeito Marcelo Crivella, onde vão anunciar a solução do problema. Em paralelo, seguiremos com as tratativas para, após o Carnaval do ano que vem, o Estado possa assumir o Sambódromo e revitalizá-lo. A ideia do governador é que o espaço tenha um calendário de eventos ao longo de todo o ano para trazer ainda mais turistas para o Rio de Janeiro e, assim, gerar emprego e renda para o estado – disse o secretário da Casa Civil e Governança, André Moura.

Além das partes elétricas, as obras emergenciais incluem ainda, a estrutural do Sambódromo. Para o aval do Corpo de Bombeiros, também é preciso uma nova sinalização de rotas de fuga de expectadores. De acordo com a Riotur, o foco é o Carnaval de 2020, pois é necessário que a reforma esteja concluída antes da festa. Marcelo Alves, presidente do órgão municipal, avaliou o encontro como positivo.

– Quando dialogamos, é possível esclarecer dúvidas e encontrar caminhos. A Prefeitura do Rio e a Riotur estão à disposição para a parceria e apoio que o Governo do Estado está se empenhando a nos dar. Sempre são bem-vindas iniciativas para que o Carnaval e outros eventos no Rio de Janeiro ganhem mais estrutura – afirmou o presidente da Riotur.

Crédito da foto: Magá Jr. / Governo do Estado do Rio de Janeiro

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.