Foto: Divulgação

Estácio oferece serviços gratuitos para saúde mental e bem-estar dos brasileiros

Os Serviços de Psicologia Aplicada (SPA) estão distribuídos em todo o Brasil, em 44 unidades da instituição de ensino superior, entre elas, Nova Friburgo.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A pandemia de COVID trouxe efeitos sobre a saúde mental e bem-estar de cada um de nós que ainda não sabemos bem os seus resultados. Sofremos a angústia de ficarmos impedidos de ir e vir com tranquilidade, de não encontrar pessoas que amamos. E, quando não podíamos gozar da possibilidade de adotar o isolamento social, ficamos ansiosos porque não sabíamos se retornaríamos saudáveis aos nossos lares. Fora isso, sofremos, em especial, porque perdemos entes queridos e, como cidadãos, vimos a morte de mais de 650 mil pessoas em nosso país. Para amenizar tal situação, a Estácio disponibiliza aos cidadãos brasileiros os Serviços de Psicologia Aplicada (SPA), que são clínicas-escola onde a formação em Psicologia, acompanhando o mandato da própria profissão, encontra a maior de suas missões: prestar seus serviços à população. Os SPAs estão distribuídos em todo o Brasil em 44 campus, inclusive na unidade de Nova Friburgo. Os interessados podem obter mais informações diretamente no campus, que fica na Rua José Acurcio Benigno 116, Braunes.

O aumento nos indicadores de violência doméstica contra crianças, idosos e, especialmente, mulheres, também são dados importantes. Baseados nos registros de canais de atenção às vítimas de violência, observa-se que a violência é um efeito também preocupante da pandemia levando a questões psicossociais como transtornos psíquicos e problemáticas que envolvam situações de extrema vulnerabilidade – insegurança alimentar, econômico-financeira, no trabalho, dentre outras experiências que, somadas ou não a fatores já existentes, encaminham extremo sofrimento.

Tudo isso somado ao baixo investimento em serviços de atenção à saúde mental e à restrição imposta pela gravidade da pandemia que impôs o afastamento social, muitas pessoas não tiveram acesso ao acolhimento, acentuando uma demanda aos serviços de saúde, sobretudo os de Psicologia.

É nesse contexto que estudos apontam diversos impactos na saúde mental como depressão e ansiedade, sobretudo em mulheres, jovens, trabalhadores, inclusos os de saúde, e pessoas que vivem em condições de maior vulnerabilidade.

Entendendo, também, como parte de sua missão, a Estácio dispõe de SPAs abertos à comunidade realizando anualmente mais de 3 mil atendimentos em suas mais variadas unidades. Presentes em diversos municípios do Estado do Rio de Janeiro, nos Serviços de Psicologia, docentes supervisores e alunos estagiários realizam acolhimento e atendimento gratuitos com consultas agendadas previamente. Crianças, jovens, adultos e idosos são acolhidos a partir de suas demandas na oportunidade de conseguirem condições mais favoráveis de saúde e bem-estar.

“Na Estácio, porque não parou suas atividades, os Serviços de Psicologia Aplicada (SPA) perceberam um aumento da demanda de atendimento nesses anos de pandemia. Não suspender suas atividades foi a garantia de honrar seu compromisso com a comunidade. Mesmo com o encaminhamento das atividades para a modalidade remota, o SPA acolheu milhares de brasileiros de forma síncrona dando acesso às pessoas que antes não encontravam lugar para seu sofrimento. Distribuídos em todo o Brasil em 44 campi, os SPA são clínicas-escola onde a formação em Psicologia, acompanhando o mandato da própria profissão, encontra a maior de suas missões: prestar seus serviços à população, comenta Juliana Santos, Líder Nacional da Área da Saúde da Estácio”.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.