Essa se chama “O perfume em cada frase”

Uma leitura para refletir, para apreciar e se apaixonar.

Eu costumava escrever cartas
O perfume em cada frase
Marcava a emoção
Para no final alcançar o coração

Eu costumava ser um
Depois de muitas cartas, metade
Que não preenche um ser
Como vou poder te ter?

Antes o impossível era desafiador
Hoje o possível parece ser impossível
Assim como doce pode amargar
O amor vira perigo e o coração sai ferido

A cada carta, história e promessa
Marcaram, assassinaram
Foram levando qualquer coisa minha
Não percebi que perdi o jeito de sorrir que tinha

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também