Esporte, cultura e lazer: ensino integral já conta com mais de 2 mil alunos Oficinas, atividades diferenciadas e reforço na merenda

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Com 24 escolas já funcionando com a educação em tempo integral, a rede municipal de Educação já conta com 2.191 alunos que permanecem na escola durante todo o dia. O integral garante atividades diferenciadas e reforço na alimentação diária de crianças na faixa etária dos 4 aos 11 anos. Entre as escolas que passaram a oferecer a educação em tempo integral está a E.M Lúcia de Almeida Braga, no Carangola.

O prefeito Bernardo Rossi visitou a escola nesta quinta-feira (06.02) para conferir a adaptação dos alunos no período integral. Na E.M Lúcia de Almeida Braga são 190 alunos, matriculados da educação infantil ao 5º ano. Além do reforço em Língua Portuguesa e Matemática, na escola, os alunos também participarão nesse ano de oficinas como iniciação científica, psicomotricidade e artes.

“É um privilégio poder conferir o início do atendimento integral em mais nove escolas nesse ano. O salto no atendimento é seis vezes maior do que em comparação ao ano de 2016 quando apenas quatro escolas ofereciam esse tipo de atendimento. Nesse ano são 24, com mais de dois mil alunos matriculados, um verdadeiro avanço”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

A diretora da escola, Amanda Satyro, disse que as crianças estão adorando a novidade. “Eles amam a escola, adoram as atividades e o parquinho. Abraçamos essa novidade e estamos muito animados com o integral”, disse.

A secretária de Educação também participou da visita, ao lado do vice-prefeito Baninho e do Coordenador de Relações Institucionais, Roberto Júnior. A escola ganhou no ano passado um parquinho e nesse ano, mais duas salas de aula estão sendo construídas, um reforço para o ensino integral.

“As escolas que se tornaram integral estão preparadas para assumir esse novo papel de manter os alunos por mais tempo na escola. Na E.M Lucia de Almeida Braga a situação não é diferente. A equipe é comprometida e tenho certeza que vai fazer um trabalho de excelência”, comentou Márcia Palma.

Durante as visitas nas escolas que iniciaram o período integral nesse ano, o prefeito Bernardo Rossi conversa com alunos, funcionários e comunidade e faz questão de comentar, também, a questão do reforço na merenda. “No integral a alimentação é reforçada porque os alunos passam mais tempo na escola, outro ponto positivo porque as refeições são definidas através de cardápios, preparados pela equipe de nutricionistas que atuam diretamente no controle e auxilio da rede municipal de Educação”, completou Bernardo Rossi.

Vale salientar que as estratégias do município para incentivar a educação integral superaram as expectativas: até 2025 o governo federal, segundo o Plano Nacional de Educação, estipula que 50% dos alunos da rede precisam estar em escolas de tempo integral. A meta 6 do PNE também prevê que o município tem que aumentar gradativamente, a cada ano, até 20% das escolas que trabalham anos iniciais do ensino fundamental com educação integral e o município já superou a meta: com 22% de unidades atendendo em tempo integral.

Passaram a oferecer o ensino integral – a partir do programa PIAC, em 2020 – as unidades: Em Oswaldo Costa Frias (Posse); E.M Antonio José de Lima (Posse); E.M Sebastião Lacerda (Rocio); E.M Américo Fernandes Ribeiro (Vale das Videiras); CIEP Brizolão 474 Maestro Guerra Peixe Municipalizado (Cascatinha); E.M Amélia Antunes Rabelo (Madame Machado); E.M Lúcia de Almeida Braga (Carangola); EM Professor Joaquim Deister (Floresta) e E.M Darcy Correa da Veiga (Itaipava).

Além dessas, já atendem de forma integral as escolas: E.M Johan Noel – educação infantil até o 5º ano do fundamental; E.M Luiz Carlos Soares (Morin) – educação infantil ao 4º ano do ensino fundamental; E.M Senador Mário Martins (Caxambu) – educação infantil até o 5° ano do ensino fundamental; EM Monsenhor Cirillo Calaon (Jardim Salvador) –educação infantil até o 3° ano do ensino fundamental; EM Magdalena Tagliaferro (Castelo São Manoel) – educação infantil até o 5° ano do ensino fundamental;  Ana Mohammad (Sargento Boening – educação infantil ao 5º ano), Soroptimista (Pedras Brancas – educação infantil ao 5º ano), Leonardo Boff (Duarte da Silveira / Contorno – educação infantil ao 5º ano), Colégio Gunnar Vingren (Valparaíso – educação infantil ao 5º ano), Professor Nilton São Thiago (Nogueira – 1º ao 5º ano), São Francisco de Assis (Moinho Preto – educação infantil ao 3º ano), São João Batista (Duarte da Silveira – educação infantil ao 5 º ano), Dom Pedro de Alcântara (BR-040 – educação infantil ao 5º ano). Além dessas, duas escolas oferecem atendimento integral a partir de projetos distintos: Escola Santo Antônio do Vale do Cuiabá / Padre Quinha e o Centro Educacional Comunidade São Jorge.

Os pais que quiserem informações sobre o funcionamento das escolas que funcionam integralmente podem procurar o Departamento de Inspeção Escolar da Secretaria de Educação pelo telefone 2246-8675.

 

Fonte: Ascom Petrópolis

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.