Especialistas alertam sobre os riscos de praticar atividade física sem orientação profissional

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Com a aproximação do verão e após alguns meses de isolamento por conta da pandemia da Covid-19, muitas pessoas querem recuperar o tempo perdido e ficar em forma rapidamente. Com isso, a busca por resultados instantâneos e milagrosos faz com que as pessoas pratiquem atividade física sem acompanhamento profissional. Ou seja, o que seria um benefício pode se tornar um risco sério à saúde, pois quando o exercício físico é praticado sem orientação nem sempre o resultado é o esperado.

Pós-graduado Psicomotricidade, o profissional de educação física, Matheus Silva, orienta que qualquer atividade física seja acompanhada por um profissional da área – mesmo uma simples corrida de rua. “Um especialista pode orientar o ritmo, o percurso, o tempo de uma maneira adequada, diminuindo os riscos. Seja na rua, em casa ou na academia, é necessário o acompanhamento para que se evite e previna lesões que podem durar a vida toda”, destaca.

Matheus ainda reforça os benefícios da atividade física acompanhada “O exercício físico é muito importante para a nossa saúde em três estados: mental, físico e social, trazendo diversos benefícios para todos eles”, destaca.

Com três sedes instaladas em Petrópolis, cerca de 80% dos alunos da academia Körper procuram atividades para ficar em forma e 20% por orientação médica. É o caso da atendente Júlia Moreira, que procurou a academia com planos de, em menos de um mês, perder peso e ganhar forma treinando por conta própria. “Sempre sonhei em ter um corpo perfeito, sem muito esforço e sacrifícios, por isso procurei a academia, acreditando que alcançaria meu objetivo seguindo uma dieta e um treino que encontrei na internet. Porém, logo no meu primeiro dia, os profissionais da Körper me fizeram enxergar o quanto estava equivocada e o risco que eu corria realizando os exercícios sem acompanhamento”, contou.

Em tempos de pandemia, o avaliador físico da academia, Ricardo Troyack, frisa que a orientação profissional é ainda mais importante para saúde e bem-estar do aluno “Na pandemia, nossos critérios ficaram ainda mais rigorosos, sempre pensando na segurança dos alunos. Além de ter um profissional capacitado acompanhando os treinos do dia a dia, é muito importante que o aluno passe pela avaliação física, que vai identificar possíveis riscos à sua saúde”, afirma.

Ricardo diz também que, após o processo de avaliação, alunos que apresentam algum tipo de problema, como pressão alta, alterações na frequência cardíaca e problemas posturais, são orientados a procurar um especialista da área, onde serão avaliados de forma minuciosa para, posteriormente, iniciarem os exercícios físicos com segurança”, finaliza.

Vale ressaltar que, no caso das academias de musculação, elas são obrigadas legalmente a estarem regularizadas junto ao Conselho Regional de Educação Física (CREF), o que garante profissionais graduados, habilitados e registrados nos órgãos competentes para atender os alunos. Além disso, toda academia tem que ter, no mínimo, um responsável técnico em todos os momentos de funcionamento.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.