Erro na cobrança da fatura do celular é a maior reclamação recebida pela Anatel

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Por Cintia Moreira

De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações, existem cerca de 200 milhões de aparelhos celulares registrados no Brasil e o erro na cobrança das faturas é o principal motivo para reclamações dos consumidores. O superintendente executivo da autarquia, Carlos Baigorri, explica que o primeiro passo, nesses casos, é procurar a operadora para tentar resolver o problema.

“Nas reclamações de telefonia celular, a maior reclamação dos consumidores está associado com erros de cobranças, erro em fatura. Se for pré-pago, ele vê que o crédito dele desapareceu, e aí ele entra em contato com a operadora, para ver o quê que está acontecendo, se a operadora não resolver o problema dele, ele pode entrar em contato com a Anatel, ele dá o número do protocolo da operadora para a Anatel, e a Anatel vai atrás da operadora para garantir que a operadora responda o consumidor no prazo adequado de cinco dias”, explicou Baigorri.

A aposentada Enedina Alves de Sena, de 66 anos, moradora do Distrito Federal, foi uma das pessoas que recebeu cobrança indevida na fatura de celular. Segundo ela, ao reclamar, a resposta da operadora foi que ocorreu um erro no sistema.

“Eu fiz um plano, né? Assinei um plano de tal valor, aí quando vem a fatura, vem com outro valor diferente. Aí a gente vai reclamar, e eles falam que é o sistema da empresa que é aquele. Aí você tem que questionar, questionar, até chegar em um acordo”, enfatizou.

De acordo com uma pesquisa de satisfação e qualidade dos serviços de telecomunicação, divulgada recentemente pela Anatel, o estado com o serviço de celular pós-pago melhor avaliado foi o Amazonas. Entre as prestadoras, a melhor avaliada foi a Porto Seguro, que opera nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Em seguida, vem a Vivo e a TIM.

Mesmo tendo melhorado em relação à pesquisa anterior, a telefonia móvel pré-paga ficou na frente apenas do serviço de banda larga fixa, que foi o pior entre os cinco avaliados.

 

Legislativo

Está em tramitação no Congresso o Projeto de Lei 6621, de 2016, que pretende aprimorar a gestão das agências reguladoras, a fim de dar mais autonomia, transparência nas atividades e evitar que essas autarquias sofram interferência do setor privado.

De acordo com o relator do PL, Danilo Forte, do DEM do Ceará, a instalação da comissão especial deve ocorrer nesta semana.

“Eu fui convidado pelo presidente Rodrigo Maia para ser o relator da matéria; a gente está marcando a pauta para quarta-feira, para a instalação da comissão especial, para cumprir todos os ritos do processo legislativo, para que a gente possa concluir até o final deste semestre”, disse.

A Lei de Regulamentação das Agências Reguladoras é uma das 15 propostas que devem ser votadas ainda neste ano pelo Congresso

Fonte: Agência do Rádio Brasileiro

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.