A Secretaria de Saúde iniciou o ano mobilizando as equipes de socorro do SAMU para um treinamento de atendimento à múltiplas vítimas de acidentes de trânsito. A capacitação ocorreu nesta segunda-feira (29.01) reunindo 44 profissionais na sede da unidade. O ano de 2017 foi marcado pela alta dos acidentes de trânsito que contabilizou 1.085 vítimas feridas que foram encaminhadas ao hospital referência em trauma do município, o Santa Teresa.

Em média o Samu realiza de duas a três remoções de vítimas de acidentes de trânsito por dia, sempre com o apoio ao Corpo de Bombeiros (CBMERJ). A prefeitura buscará estender o treinamento para os oficiais dos Bombeiros, além dos profissionais que recebem essas vítimas nos hospitais e unidades de urgência.

“A manipulação das vítimas de acidentes é algo que deve ser feito por profissionais e o nosso investimento na formação continuada é importante, pois essas equipes precisam saber se articular em acidentes com múltiplas vítimas em apoio aos Bombeiros e posteriormente buscar as unidades de referência para atendimento. Continuaremos investindo em treinamentos de equipes para termos a qualidade na assistência da nossa população”, afirma Silmar Fortes, secretário de Saúde.

O SAMU – Serviços de Atendimento Móvel de Urgência é referência em toda a Região Serrana na realização de cursos de capacitação e atualização de profissionais que atuam na área da Saúde. A capacitação realizada nesta segunda-feira reuniu 21 atores, sendo 4 crianças, em uma simulação de duplo acidente – o primeiro com um ônibus e o segundo com uma ambulância de socorro.

O coordenador do SAMU, Claudio Lázaro, explica que as simulações são situações que podem ocorrer no dia-a-dia e reforça que os profissionais necessitam estar preparados para a assistência às vítimas de grandes acidentes.

“Antes da simulação a equipe médica do Samu passou as instruções de como manipular a vítima de acidente e tranquilizá-las no momento do socorro. Contamos com a parceria do Consultório na Rua que nos emprestou o ônibus e tínhamos uma ambulância antiga do Samu que mantemos para treinamento e fizemos uma ação realista e de impacto. Nossa expectativa é realizar esse curso mensalmente, pois a cada encontro podemos apresentar um tipo de acidente diferente”, explica Claudio Lázaro.

O próximo curso a ser realizado em fevereiro terá como público-alvo também as unidades de urgência que recebem vítimas de trânsito. Cláudio Lázaro reforça que as equipes das unidades também precisam estar capacitadas para receberem múltiplas vítimas de acidentes.

“Cada unidade de Saúde precisa ter seu plano de contingência para ações em casos de acidentes de grande porte ou desastres. Por conta disso nós precisamos treinar as rotas de atendimentos e de referências para encaminhamento das vítimas. Também será reforçado como se dará o recebimento dessas vítimas. A comunicação precisa ser fortalecida para que assim que a unidade receber o alerta de que está sendo encaminhada uma vítima em estado grave a equipe de atendimento já esteja aposta para atender prontamente essa pessoa com urgência”, disse o coordenador do SAMU.