O time júnior do Brasil conquistou o inédito vice-campeonato do BNP Paribas World Team Cup, o Mundial do Tênis em Cadeira de Rodas, neste sábado, em Apeldoorn, na Holanda.

Formada por Maria Fernanda Alves, Jucélio Torquato e João Lucas Takaki, a equipe brasileira fez uma campanha irretocável na primeira fase, a melhor entre os oito times participantes. Foram três vitórias em três confrontos contra Rússia, Holanda e Malásia. Dos nove jogos, a equipe nacional perdeu apenas um, com um aproveitamento de 16 sets a favor e quatro contra.

Na semi, o time brasileiro venceu a Austrália por 2 a 1 e chegou invicto à decisão contra a forte equipe da Rússia. Na final, Maria Fernanda acabou superada por Vadim Obukhov por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 4/6 e 6/2. E Jucélio Torquato foi derrotado por Sergei Lysov por duplo 6/2.

O time masculino encerrou o Mundial na décima colocação, enquanto o feminino terminou em oitavo lugar. Todas as equipes garantiram vaga direta para o Mundial de 2019.

“O Mundial é uma competição muito forte, é a principal competição do ano do calendário do Tênis em Cadeira de Rodas e reúne os melhores países do mundo. O Brasil alcançou o objetivo principal, que é garantir as três equipes no Mundial do ano que vem, com o décimo lugar no masculino, oitavo lugar no feminino e o inédito vice-campeonato no júnior”, destacou o coordenador do Departamento de Tênis em Cadeira de Rodas da Confederação Brasileira de Tênis, Wanderson Cavalcante.

“No ano passado, pela primeira vez ficamos em terceiro lugar no júnior e este ano conseguimos melhorar e conquistar a segunda colocação. Os meninos jogaram super bem todos os confrontos, sentiram um pouco na final. Isso é fruto de um trabalho que vem sendo feito pela CBT, que tem investido nos juniors e no surgimento de novos jogadores. Já são anos de trabalho desenvolvendo o tênis em cadeira de rodas no Brasil”, ressaltou.

O vice-presidente da CBT, Jesus Tjara, responsável pelo Tênis em Cadeira de Rodas, também exaltou o excelente desempenho do Brasil no Mundial, na Holanda. “Mais uma vez, as três equipes estão classificadas para o Mundial do ano que vem. Isso é importante, mostra que estamos evoluindo a cada ano. Estamos sempre entre as melhores equipes do mundo e ano que vem esperamos dar mais passos para chegar perto do topo”, projetou.

A próxima grande competição do Tênis em Cadeira de Rodas será a Copa das Federações, que será disputada entre os dias 13 e 16 de junho no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. “É fruto do trabalho que desempenhamos ao longo dos anos. Para culminar teremos a Copa das Federações, o trabalho continua, não só com as equipes que competem no Mundial, mas também com as equipes de base, já pensando em oito, dez anos na frente”, concluiu Jesus.