Prefeitura e Enel retomam esta semana parceria que vai beneficiar 23 mil clientes – quase 100 mil pessoas em quatro pontos da cidade. As redes nestas áreas passam a ser subterrâneas. Os locais atendidos serão Bonsucesso, João Xavier (Duarte da Silveira), Olavo Bilac (São Sebastião) e Pedro Elmer (Itamarati) – totalizando 1,8 km de rede subterrânea.  As obras começam esta semana por Bonsucesso, na Rua Domingo José Martins, onde enterramento da rede acontecerá em um espaço de 570 metros. Nessa semana, foi feita vistoria e aberta a primeira parte da canaleta com cerca de 40 metros.

“Essa é uma parceria que está no segundo ano de execução e que beneficia a cidade toda, não apenas os moradores das áreas onde o trabalho é feito, mas também o comércio e a rede hoteleira. Com o enterramento, os cabos não ficam com risco de ser atingido por galhos, árvores e objetos estranhos e isso evita que seja necessário um reparo que pode demorar algumas horas. É muito importante ampliar esse projeto em um município como Petrópolis, que tem um histórico de chuvas fortes todo verão. Certamente dará os mesmos bons resultados já conseguidos no ano passado”, diz o prefeito Bernardo Rossi.

Em 2017, o município e a concessionária de energia firmaram parceria dentro do Plano Verão e fizeram o enterramento da rede de alta tensão – que faz a distribuição da energia – em três áreas com vegetação extensa e histórico de queda de barreiras: Av. Getúlio Vargas (Quitandinha), Rua Pedro Stumpf Sobrinho (Centenário) e Rua Dr. Agostinho Goulão (Bonfim). Com a medida, o número de interrupções no período mais chuvoso do ano caiu de uma média de seis interrupções de maior complexidade (ou seja, que demandavam mais tempo para restabelecimento) nos verões anteriores para zero nesses locais.

As interrupções de fornecimento são constatadas rapidamente pela concessionária, mas a causa muitas vezes só é descoberta no próprio local. Dessa forma, o reparo para restabelecimento do serviço pode levar algumas horas em casos mais graves, como em queda de árvores em locais de difícil acesso.

A rede de alta tensão faz a distribuição de energia não apenas para aquela área, mas para localidades próximas. Por isso que, mesmo tendo feito cerca 700 metros de rede enterrada no ano passado, o número de pessoas beneficiadas chega a 38 mil pessoas.

Mudança será feita em Bonsucesso, Duarte da Silveira, Itamarati e Castelânea

O serviço conjunto prevê a abertura de canaletas por parte da Secretaria de Obras, seguida da instalação de dutos para passagem dos cabos – feito pela Enel. No caso da Rua Domingo José Martins, o enterramento da rede acontecerá em um espaço de 570 metros. Nessa semana, foi feita vistoria e aberta a primeira parte da canaleta com cerca de 40 metros.

Na Rua João Xavier (Duarte da Silveira), a obra prevista é de 740 metros. São pouco mais de quatro mil clientes em Centenário, Duarte da Silveira, Moinho Preto e Alberto de Oliveira.

Já na Rua Olavo Bilac (Castelânea), serão mais de oito mil clientes beneficiados em Alto da Serra, Sargento Boening, Praça Pasteur, Castelânea, São Sebastião e Siméria. A intervenção é em 310 metros.

Na região da Rua Pedro Elmer (Itamarati), a proposta é de 190 metros de rede subterrânea para beneficiar quase seis mil clientes de Itamarati, Estrada da Saudade, Rua Ipiranga, Rua 13 de Maio, Av. Barão do Rio Branco e Quarteirão Brasileiro.

“Nós escolhemos locais estratégicos, onde existem maiores riscos de interferência de vegetação, queda de arvore, deslizamentos de terra e corpos estranhos junto a nossa rede. Este trabalho vem dando um ótimo resultado na melhoria continua do fornecimento de energia para nossa região”, destaca o responsável pelo Polo Serrano da Enel, Rodrigo Almeida.