Enfermeira empurra maca por 2km para tentar livrar paciente de engarrafamento

A profissional da saúde tentava seguir pela estrada que não possui acostamento.

Uma enfermeira foi flagrada nesta sexta-feira (12), por curiosos ao tomar uma atitude inusitada. A profissional, que empurrava uma maca com um paciente de covid-19, percorreu por pelo menos dois quilômetros a rodovia Transamazônica (BR-230), no município de Itaituba, no Pará. Ela tentava superar um engarrafamento gigantesco causado por pelo menos 5 mil carretas que estão estacionadas em toda a extensão da via enquanto aguardam o escoamento de commodities agrícolas na região.

No vídeo, que viralizou na internet, a profissional da saúde tentava seguir pela estrada que não possui acostamento. A decisão dos profissionais que estavam dentro da ambulância, de retirar o paciente do veículo e seguir a pé, comoveu muitas pessoas nas redes sociais.

Segundo a prefeitura de Itaituba, pelo menos 5 mil carretas estão estacionadas em toda a extensão da via enquanto aguardam o acesso à Estação de Transbordo de Carga (ETC) do Tapajós, principal rota para o escoamento de commodities agrícolas na região. A situação já dura três dias.

Ainda segundo a prefeitura, o paciente saiu do município de Rurópolis para o Hospital Regional do Tapajós em Itaituba e, diante do congestionamento, os enfermeiros resolveram seguir a pé. Após algum tempo, a ambulância conseguiu seguir viagem.

A Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) diz que o paciente foi admitido em um hospital da região às 8h30 de sexta-feira (12).

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também