Foto: Giro Serra

Enel afirma que 50% das residências afetadas tiveram a energia restabelecida

Muito trechos estão intransitáveis e as equipes da concessionária precisam esperar a liberação a Defesa Civil para entrar nesses lugares.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Enel Distribuição Rio comunicou na noite desta quarta-feira (16), que cerca de 50% das residências afetadas com a interrupção no fornecimento de energia, por conta das consequências da chuva que caiu em Petrópolis, tiveram a energia restabelecida.

A empresa informou ainda que as principais localidades atingidas foram: rua do Centro Histórico da cidade, como: Rua Washington Luiz, Rua do Imperador, Rua 16 de Março, Rua 24 de Maio. Além do Centro, os bairros mais atingidos foram: Floresta, Alto da Serra, Sargento Boening, Vila Militar, Coronel Veiga, Manoel Torres, Quitandinha, Saldanha Marinho, Barão do Rio Branco e Vila Felipe.

Muito trechos estão intransitáveis e as equipes da concessionária precisam esperar a liberação a Defesa Civil para entrar nesses lugares.

Ainda de acordo com a Enel, o numero de clientes afetados representam menos de 8% do total de clientes da Cidade Imperial. A empresa afirmou que montou operação especial e tem dedicado todos os esforços para apoiar os trabalhos da prefeitura, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil na recuperação dos estragos causados pelo temporal em Petrópolis. A cidade foi atingida ontem à tarde (15) por fortes chuvas que causaram grandes destruições, como a interdição de grandes trechos de ruas, além de barreiras e lama, que têm dificultado o acesso das equipes das Enel e dos outros órgãos.

“Estamos trabalhando conjuntamente com a prefeitura, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros desde ontem por meio de um comitê emergencial. Mobilizamos equipes de outras cidades para atuar no restabelecimento da energia para os clientes impactados. Colocamos a disposição da prefeitura também geradores para serem utilizados nos serviços essenciais. Também vamos apoiar o município com doações, cestas básicas, kits de higiene e disponibilizar algumas lojas em outros municípios como ponto de coleta de arrecadação”, afirma Anna Paula Pacheco, presidente da Enel Distribuição Rio.

Ruas interditadas, inúmeros trechos obstruídos pela lama e árvores de grande porte caídas dificultam o restabelecimento da energia em alguns trechos. Em vários locais, os eletricistas da Enel precisam aguardar a remoção das barreiras pelas equipes da Defesa Civil para chegar aos locais impactados.

A empresa aumentou em oito vezes o número de equipes em campo, deslocando equipes de Niterói, São Gonçalo, Magé e Teresópolis para ajudar nessa tarefa que está sendo dificultada pela falta de acesso nas áreas interditadas.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.