Empresários do setor de turismo podem solicitar empréstimos junto à AgeRio

Micros e pequenos empresários poderão dispor de até 1 milhão, os de médio porte até 3 milhões e os de grande até 30 milhões

Empresários do setor de turismo em Petrópolis poderão participar de uma vídeo conferência, na próxima semana, para tirar dúvidas sobre a linha de crédito disponibilizada pelo Fundo Geral do Turismo através da AgeRio, a Agência Estadual de Fomento. O anúncio foi feito pela secretária estadual de Turismo, Adriana Homem, durante reunião nesta sexta-feira (07/08) com o prefeito Bernardo Rossi. Micros e pequenos empresários poderão dispor de até R$ 1 milhão, os de médio porte até R$ 3 milhões e os de grande até R$ 30 milhões. Poderão ser financiados obras civis para implantação, ampliação, modernização e reforma; máquinas e equipamentos turisticos; e capital de giro.

A reunião virtual será na próxima quinta-feira (13/08), às 15h, e o link de acesso será divulgado pela prefeitura. Representantes do governo do estado e do município vão tirar dúvidas dos empresários.

“A reunião tem a importância de ser educativa, de como conseguir o dinheiro do início ao fim. Empresários devem participar para esclarecer suas dúvidas. É um dinheiro do Fungetur, através da AgeRio, que está sendo concedido pros empresários. A única exigência é que tenha o Cadastur. São valores pra investimentos e capital de giro, é um dinheiro muito bem vindo neste momento que estamos vivendo em todo o Brasil”, explica Adriana Homem.

O Fundo Geral do Turismo é um instrumento de política de investimento voltado para melhoria da infraestrutura turística, criado por Lei é vinculado ao MTur. O Fundo recebeu aporte de R$ 5 bilhões, que deverá ser destinado para auxiliar empresas de turismo neste momento de crise. Entre as medidas estão a redução do teto de encargos de projetos (obras civis) e capital de giro de 6% e 7% para 5% ao ano + INPC, além de aumento da carência para capital de giro de 6 para 12 meses, com suspensão do pagamento de juros por 6 meses, devendo o saldo ser capitalizados, entre outras.

“Essa é uma ótima notícia para o trade turístico da cidade. Hotéis, restaurantes, ou seja, todos ligados ao setor, podem solicitar empréstimos que vão desde valores pequenos à milhões. É um investimento para obras, compra de equipamentos, capital de giro”, destaca o prefeito Bernardo Rossi. “Esse é um momento muito difícil para o empresariado no Brasil todo, e essa verba vai ser de grande ajuda para os investimentos no setor”, completa o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

“É um processo rápido, tem exigência de apenas algumas certidões. A gente pede para ter uma participação efetiva dos restaurantes, hotéis, e empresas do setor. Em duas, três semanas o dinheiro já entra na conta. Tem até 30 meses pra pagar”, explica Sérgio Ricardo, assessor especial do governo do Estado.

Até agora, dos recursos repassados à AgeRio pelo Fungetur, 60 empresas já foram beneficiadas com R$ 10,2 milhões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também