Empresários do setor de turismo podem solicitar empréstimos junto à AgeRio

Micros e pequenos empresários poderão dispor de até 1 milhão, os de médio porte até 3 milhões e os de grande até 30 milhões
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Empresários do setor de turismo em Petrópolis poderão participar de uma vídeo conferência, na próxima semana, para tirar dúvidas sobre a linha de crédito disponibilizada pelo Fundo Geral do Turismo através da AgeRio, a Agência Estadual de Fomento. O anúncio foi feito pela secretária estadual de Turismo, Adriana Homem, durante reunião nesta sexta-feira (07/08) com o prefeito Bernardo Rossi. Micros e pequenos empresários poderão dispor de até R$ 1 milhão, os de médio porte até R$ 3 milhões e os de grande até R$ 30 milhões. Poderão ser financiados obras civis para implantação, ampliação, modernização e reforma; máquinas e equipamentos turisticos; e capital de giro.

A reunião virtual será na próxima quinta-feira (13/08), às 15h, e o link de acesso será divulgado pela prefeitura. Representantes do governo do estado e do município vão tirar dúvidas dos empresários.

“A reunião tem a importância de ser educativa, de como conseguir o dinheiro do início ao fim. Empresários devem participar para esclarecer suas dúvidas. É um dinheiro do Fungetur, através da AgeRio, que está sendo concedido pros empresários. A única exigência é que tenha o Cadastur. São valores pra investimentos e capital de giro, é um dinheiro muito bem vindo neste momento que estamos vivendo em todo o Brasil”, explica Adriana Homem.

O Fundo Geral do Turismo é um instrumento de política de investimento voltado para melhoria da infraestrutura turística, criado por Lei é vinculado ao MTur. O Fundo recebeu aporte de R$ 5 bilhões, que deverá ser destinado para auxiliar empresas de turismo neste momento de crise. Entre as medidas estão a redução do teto de encargos de projetos (obras civis) e capital de giro de 6% e 7% para 5% ao ano + INPC, além de aumento da carência para capital de giro de 6 para 12 meses, com suspensão do pagamento de juros por 6 meses, devendo o saldo ser capitalizados, entre outras.

“Essa é uma ótima notícia para o trade turístico da cidade. Hotéis, restaurantes, ou seja, todos ligados ao setor, podem solicitar empréstimos que vão desde valores pequenos à milhões. É um investimento para obras, compra de equipamentos, capital de giro”, destaca o prefeito Bernardo Rossi. “Esse é um momento muito difícil para o empresariado no Brasil todo, e essa verba vai ser de grande ajuda para os investimentos no setor”, completa o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

“É um processo rápido, tem exigência de apenas algumas certidões. A gente pede para ter uma participação efetiva dos restaurantes, hotéis, e empresas do setor. Em duas, três semanas o dinheiro já entra na conta. Tem até 30 meses pra pagar”, explica Sérgio Ricardo, assessor especial do governo do Estado.

Até agora, dos recursos repassados à AgeRio pelo Fungetur, 60 empresas já foram beneficiadas com R$ 10,2 milhões.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.