Imagem: Reprodução / Giro Serra

Empresário que disse ter distribuído “Ivermectina” para funcionários em entrevista ao Giro Serra emite Nota de Retratação

A declaração foi realizada em uma entrevista exclusiva ao Giro Serra nesta quarta-feira (31), durante uma manifestação ao lado da Catedral São Pedro de Alcântara.

Após afirmar que permitiu que seus funcionários trabalhassem com Covid-19, o empresário petropolitano Nelson Baptista voltou atrás e disse que cometeu erro. A declaração foi realizada em uma entrevista exclusiva ao Giro Serra nesta quarta-feira (31), durante uma manifestação ao lado da Catedral São Pedro de Alcântara.

Confira a entrevista exclusiva na página do Giro Serra no Facebook

Depois de uma declaração polêmica, que repercutiu nacionalmente, o empresário petropolitano Nelson Baptista emitiu uma nota de retratação. No texto, divulgado na tarde dessa quinta-feira (01º), ele disse ter cometido um erro.

“O empresário Nelson Baptista vem a público através desta nota esclarecer que cometeu um erro. O fato relatado em entrevista nesta quarta-feira (31) nunca ocorreu”, inicia a nota.

Na sua nota de retratação, o empresário diz que nunca ofereceu Ivermectina para seus funcionários, apesar de ter feito esta afirmação durante a entrevista ao Giro Serra.

“Ele afirma que nunca ofereceu Ivermectina para nenhum colaborador e reforça seu compromisso em preservar seus negócios e seu segmento profissional. E por isso se desculpa pelas palavras equivocadas e pelo desconforto que causou à população”, informa um trecho da nota enviada pela assessoria do empresário.

Confira a nota de retratação enviada pela assessoria do empresário:

NOTA DE RETRATAÇÃO DO EMPRESÁRIO NELSON BAPTISTA

Petrópolis, 01 de abril de 2021

O empresário Nelson Baptista vem a público através desta nota esclarecer que cometeu um erro. O fato relatado em entrevista nesta quarta-feira (31.03) nunca ocorreu.

Na ânsia de tentar resolver o problema em que o empresariado local se encontra, e no desespero de ver as lojas fechadas e em risco de falência, acabou fornecendo “inverdades” sobre a situação exposta. Empresário em Petrópolis há 40 anos, ele preza pelo desenvolvimento da cidade e reconhece a importância que o setor de bens e serviços tem na engrenagem econômica do município. Ciente da responsabilidade pela manutenção do seu negócio e sustento da própria família e de seus colaboradores, o empresário vem testemunhando diversos empreendimentos fechando as portas em consequência das pesadas cargas tributárias e sucessivos impedimentos de pleno funcionamento das lojas, gerando demissões e desespero de inúmeras famílias.

O cenário atual é de incertezas e desesperança. Não há perspectivas de melhora para o setor empresarial, atmosfera que causa pressão psicológica e consequentemente favorece atitudes errôneas por parte de quem se preocupa com o presente e futuro da sua empresa.

Nelson reconhece que sua declaração foi inverídica e sua manifestação, exagerada, se deu por conta das emoções exacerbadas. Em 2020, no primeiro fechamento total do comércio, a empresa de Nelson reduziu o quadro de funcionários e hoje conta apenas com uma colaboradora. Colaboradora esta que, há seis meses positivou para covid, mas que recebeu todo atendimento médico na rede pública e permaneceu em casa pelo tempo recomendado: 14 dias.

Ele afirma que nunca ofereceu Ivermectina para nenhum colaborador e reforça seu compromisso em preservar seus negócios e seu segmento profissional. E por isso se desculpa pelas palavras equivocadas e pelo desconforto que causou à população.

O empresário, no “calor da emoção” provocado pelo momento de protesto cometeu um erro, e tal atitude não reflete nenhuma verdade, uma vez que não houve nenhum colaborador com covid-19 em atividade dentro da loja. Ele se coloca à disposição dos órgãos competentes e mais uma vez pede desculpas à sociedade.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também