Emoção e alegria marcam o início das férias no CREI

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Juciara Fonseca é mão de Paulo César da Cruz, de 8 anos. O menino participa da oficina da palavra e das aulas de música no Centro de Referência em Educação Inclusiva João Pedro de Souza Rosa – CREI. Depois que começou a participar das aulas no CREI, Júlio ficou menos ansioso, garante a mãe. “Ele está mais calmo e passou a se interessar mais pelas atividades da escola. Foi uma mudança incrível”, contou Juciara. Ela foi uma das mães que fizeram questão de participar da festa de encerramento das atividades de 2018 no CREI, realizada nessa quarta-feira (19.12). O evento contou com exposição dos trabalhos manuais feitos pelos alunos, Auto de Natal, lançamento do livro de receitas em braille e degustação de biscoito de canela, feito pelos próprios alunos.

No CREI participam de oficinas no contraturno escolar os alunos que se enquadram na modalidade de Atendimento Educacional Especializado – AEE. Nesse ano, 284 estudantes participaram de aulas diferenciadas como informática, capoeira, música, teatro, oficina da palavra, psicomotricidade, culinária e braille.

“É uma alegria imensa poder contar com esse espaço especializado na nossa rede municipal de Educação. Todo o carinho e respeito dedicados a esses alunos tem reflexo positivo na escola, no desenvolvimento pedagógico. Agradeço a parceria dos pais e a dedicação da equipe do CREI”, afirmou o prefeito Bernardo Rossi.

A programação especial marcou a chegada das férias no CREI. As aulas retornam em fevereiro, de acordo com o calendário escolar. “Durante o ano os alunos atendidos no CREI participaram de atividades diferenciadas e essa foi a hora de mostrar para os familiares tudo o que foi produzido. Tenho certeza que todos saíram dessa celebração com muito orgulho de cada passo dado por esses alunos”, disse a secretária de Educação, Marcia Palma.

Na ocasião, os puderam prestigiar apresentações especiais com direito a show do Coral dos Anjos e auto de Natal. Os trabalhos manuais feitos com materiais reciclados também ficaram à mostra.

“Fiquei encantada. Só tenho a agradecer por tudo o que esses profissionais fazem pelo meu filho”, completou Juciara. Paulo César possui deficiência auditiva.

Liliane Hottz Bastos é mãe da Gabriela. A menina, de 12 anos, tem dislexia e participa no CREI da oficina da palavra. “O trabalho realizado aqui faz toda a diferença para a minha filha. Ela melhorou muito e pude perceber essa melhora no resultado escolar também. Sou grata e fiz questão de prestigiar essa linda festa”, comentou.

A diretora do CREI, Claudia Mussel, ressaltou a importância da participação ativa dos pais. “Agradeço o apoio porque eles são peças fundamentais no trabalho especializado que é desenvolvido no CREI. Agradeço também à equipe maravilhosa que faz toda a diferença e aos alunos que são a razão de tudo”.

Bianca Paiva, diretora do Departamento de Educação Especial destacou a alegria dos alunos. “Foi uma oportunidade para eles mostrarem para os pais o que eles fizeram, com direito a plateia, aplausos e muita alegria. Esse tipo de atividade faz muita diferença na vida de cada um deles e nos coloca no caminho de certo de fortalecer a autonomia, socialização e emancipação desses alunos”.

A programação contou ainda com o lançamento do livro de receitas em braille, que foi confeccionado por quatro alunos com deficiência visual, com o auxílio dos professores. O livro, inédito na rede municipal de Educação, foi apresentado para os demais alunos e também para os pais.

“Eles participaram ativamente do processo de construção do livro, desde a escolha das receitas até a transformação em braille. Ficamos felizes com o resultado”, comentou o professor de culinária, Vitor Pizzi.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.