Em Washington, governador apresenta ações de segurança e desenvolvimento em seminário Wiltzel também participou de reunião no Departamento de Estado dos EUA

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O governador Wilson Witzel apresentou, nesta quinta-feira (27/02), os principais programas e ações de segurança, turismo e desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro durante o 6° Encontro de Magistrados Brasil-Estados Unidos, em Washington. No seminário, Witzel ressaltou a importância de um novo pacto federativo para o reequilíbrio do orçamento e a retomada do crescimento econômico dos estados.

– O Brasil passou por anos que resultaram em milhares de desempregados e falta de investimentos. Por isso, precisamos promover o reordenamento das finanças. Conseguiremos alcançar o equilíbrio nas contas com uma reforma tributária efetiva, que racionalize impostos e desonere a produção. E é fundamental ainda a aprovação das três Propostas de Emenda Constitucional (PECs) que tramitam no Congresso, com alguns ajustes a serem apresentados pelo Fórum de Governadores: a do Pacto Federativo, a PEC Emergencial e a dos Fundos Públicos – explicou o governador.

Durante o painel Direito, Segurança Pública e Desenvolvimento, Wilson Witzel destacou ainda as ações que têm ajudado na recuperação do Estado do Rio de Janeiro, como a política de segurança pública, que resultou na redução dos índices de criminalidade.

– Temos lutado diariamente no combate ao crime organizado, e em 2019 foi o ano de menor número de homicídios dolosos desde 1991. A queda foi de 19% em relação a 2018. Foram mais de mil vidas salvas, incluindo outros crimes, como latrocínio. Os dados mais recentes, de janeiro de 2020, mostram queda de 10% para os homicídios em relação ao mesmo mês de 2019. O Rio de Janeiro está mais seguro – afirmou.

Segundo o governador, um dos maiores impactos da redução de crimes é no turismo, um dos setores mais importantes para a economia fluminense. Em 2019, a taxa de ocupação hoteleira foi 22% maior do que a alcançada em 2018. O aumento no número de visitantes favoreceu o crescimento econômico do estado, gerando emprego e renda.

– Para 2020, a nossa perspectiva é ampliar o turismo receptivo, já que o Rio de Janeiro recebe um grande número de turistas nacionais e internacionais. E já começamos bem. O Carnaval deste ano, por exemplo, atraiu cerca de 7 milhões de pessoas, sendo 2 milhões de turistas – disse Witzel.

Para garantir a retomada do crescimento econômico fluminense, o Estado lançou projetos que vão permitir mais investimentos no setor de gás como o Rio Capital da Energia e o novo plano regulatório do mercado de gás natural. Além disso, o Governo RJ consolidou a carteira de projetos de Parcerias Público-Privada e concedeu incentivos para atrair mais investimentos com o programa “Rio Importa +”, no qual o ICMS sobre produtos importados deixa de ser cobrado na chegada ao país, passando a ser pago posteriormente no momento da venda.

Também participaram do seminário o secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Lucas Tristão; o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha; o juiz federal americano, Peter Jo Messitte; e a professora de Direito da American University de Washington, Padideh Ala’i.

 

Departamento de Estado

No fim da tarde, o governador se reuniu com o diretor do Escritório de Assuntos do Brasil e Cone Sul do Departamento de Estado dos EUA, Doug Koneff. No encontro com o órgão, que conta com programas de combate ao crime internacional, Witzel também apresentou os resultados da política de segurança, ressaltando os investimentos em inteligência, investigação e reaparelhamento das polícias Civil e Militar. O governador destacou a importância de combater o tráfico de armas nas fronteiras.

 

Café da manhã com investidores

No último dia de agendas oficiais nos Estados Unidos, nesta sexta-feira (28/02), na capital americana, Witzel participa de um café da manhã com investidores na Câmara de Comércio dos Estados Unidos (US Chamber of Commerce). Com a federação de indústrias, serão discutidos temas como ambiente de negócios fluminense e projetos de infraestrutura. Logo em seguida, o governador viaja para Nova York para visitar o Complexo de Detenção de Manhattan e conhecer o modelo americano de presídio vertical.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.