Cumprindo ordem de patrulhamento a fim de verificar denúncias de crimes ambientais recebidas pelo Linha Verde (0300 253 1177), programa do Disque Denúncia do Rio voltado para meio ambiente, policiais militares da 5ª Unidade de Policiamento Ambiental conseguiram coibir, nesta sexta-feira (25), a extração irregular de substância mineral (areia) além de resgatarem seis pássaros da fauna silvestre de cativeiro, no município de Bom Jardim.

Na primeira ocorrência, os agentes da UPAm Três Picos flagraram um caminhão as margens de um rio na RJ 146 em São José, onde através de uma bomba de sucção, a areia do rio era lançada diretamente para dentro da caçamba do caminhão. Questionado pelos policiais, o responsável pela atividade informou que não possuía nenhuma licença para a extração mineral. Vale ressaltar que de acordo com o artigo 55 da lei 9605/98, executar pesquisa, lavra ou extração de recursos minerais sem a competente autorização, permissão, concessão ou licença, ou em desacordo com a obtida, a atividade é considerada crime ambiental.

Já na rua Manoel Vieira Batista, também no bairro São José, os agentes se depararam com seis gaiolas penduradas em uma árvore, com um trinca ferro, um pixoxó, um sabiá e três canários da terra. Após questionarem diversos transeuntes sobre o responsável pela guarda das aves e como não foi possível localizá-lo, os pássaros foram apreendidos pelos policiais e encaminhados à APA Guapimirim, onde após tratamento serão soltos em seu habitat natural.

As duas ocorrências foram registradas na 158ª DP.

Continue denunciando crimes ambientais na Região Serrana ao Linha Verde, pelo APP “Disque Denúncia RJ” ou através dos telefones 0300 253 1177 (custo de ligação local) e (21)2253 1177. Em todos os meios, o anonimato é garantido ao denunciante.

Policiais Ambientais identificam extração de barro em terreno do município de Nova Friburgo

DIVULGAÇÃO – LINHA VERDE

Policiais Militares lotados na Unidade de Policiamento Ambiental do Parque Estadual dos Três Picos estiveram nesta sexta-feira (25) no município de Nova Friburgo, na Região Serrana do Estado, onde conseguiram comprovar uma denúncia de crime ambiental encaminhada pelo Linha Verde, programa do Disque Denúncia do Rio, voltado para meio ambiente. Segundo a equipe do Linha Verde, a denúncia foi realizada por meio do aplicativo “Disque Denúncia RJ” e encaminhada ao Comando de Polícia Ambiental.

O ilícito ambiental ocorria na Rua Alfredo Porto da Silveira, no bairro Varginha, onde os agentes da 5ª UPAm verificaram a extração de substâncias minerais com corte de três taludes em uma área de aproximadamente mil metros quadrados. No momento da fiscalização os policiais não conseguiram localizar nenhum responsável pelos crimes, se dirigindo então à 151ª DP, onde a ocorrência foi registrada com base no artigo 55 da Lei de Crimes Ambientais.

Vale reforçar que os moradores da Região Serrana podem continuar denunciando crimes ambientais ao Linha Verde, através dos telefones 0300 253 1177(custo de ligação local) e (21) 2253 1177 ou pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ” disponível nas lojas virtuais. Pelo APP, é possível enviar fotos e vídeos, com a mesma garantia do anonimato.