Os alunos da EM Professora Maria Campos passarão a contar com um espaço literário diferenciado: a Sala de Leitura Graciliano Ramos. A sala foi inaugurada nessa quarta-feira (21.11) pelo Instituto Oldemburg de Desenvolvimento. No acervo, mil livros que poderão ser usados para consulta e empréstimo. A inauguração abriu com chave de ouro a programação da Flisi – Festa Literária da Serra Imperial.

“A leitura pode mudar a realidade dos estudantes. O acesso a literatura mostra novos horizontes para esses jovens que estão descobrindo suas áreas de interesse. Agradeço ao Instituto Oldemburg pela iniciativa. Tenho certeza que as escolas cuidarão muito bem desse acervo tão rico”, disse o prefeito Bernardo Rossi.

Participaram da inauguração da Sala de Leitura representantes da secretaria de Educação, a presidente do Instituto Oldemburg, Cristina Oldemburg, pais, alunos, professores e envolvidos da unidade, além da apresentação dos estudantes de música da Universidade Católica de Petrópolis (UCP). Na EM Professora Maria Campos estão matriculados 906 alunos, do 5º período da educação infantil até o 9º ano do ensino fundamental. A unidade também atende alunos da EJA – Educação de Jovens e Adultos.

“Agradecemos ao Instituto por esse reforço na nossa rede municipal de Educação. Em 2017 quatro escolas e a Casa da Educação também receberam o acervo da Sala de Leitura e nesse ano mais três estão sendo agraciadas com essa iniciativa. Alunos, professores e servidores serão sempre incentivados a utilizar esses espaços. A leitura é parte fundamental do processo de aprendizagem”, afirmou Marcia Palma

Cristina Oldemburg disse que este projeto é para Petrópolis. “Esta sala é especial para o projeto. Conseguimos revitalizar a sala para que os alunos pudessem ter um espaço para leitura. O livro não é só um agente de conhecimento, ele mobilizou todo o grupo. O livro constrói, como aconteceu aqui dentro da escola”, ressaltou Cristina Oldemburg.

A diretora da EM Professora Maria Campos, Raquel Cunha, também agradeceu pela oportunidade. Na escola também foi montada uma exposição que recebeu o nome de “Vidas Secas” e retratará obras de Graciliano Ramos, através de fotografias. A mostra também faz parte da Flisi.

“É uma realização muito grande para a escola. Ver todos engajados para reformar uma sala e disponibilizar um espaço tão importante para nossos alunos. Espero que esse momento de leitura transforme muitas vidas na escola”, pontuou a diretora Raquel Cunha.

Envolvida com a Sala de Leitura, Marta Angélica Silva Cunha, que tem um filho de 7 anos que estuda na escola, contou da importância deste novo espaço. “Era um depósito e, de repente, entraram os livros. Leitura leva a gente para além da imaginação. Sempre amei livros e hoje meus filhos também adoram. O espaço de entulho passou a ser um lugar para conhecimento e isso é maravilhoso”, destacou Marta.

A inauguração da Sala de Leitura na EM DR. Theodoro Machado, no Vale do Cuiabá, será no dia 23 de novembro, às 7h30. No mesmo dia, às 8h30 será inaugura da Sala de Leitura na EM Amélia Antunes, em Madame Machado.