Créditos: REUTERS/Albert Gea

Em entrevista coletiva, presidente do Barcelona diz que o clube já tem dívidas no valor de R$ 8 bilhões

Desse valor, € 673 milhões (R$ 4 bilhões) são dívidas para bancos, de acordo com Laporta.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Em uma coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (16), o presidente do Barcelona, Joan Laporta, informou que a má situação financeira que o clube enfrenta, pode ser revertida em um período de um ano e meio. De acordo com ele, o time encerrou 2020 com € 451 milhões negativos (cerca de quase R$ 3 bilhões).

“Eu calculo que em poucos anos o clube estará bem”, acrescentou aos repórteres, adicionando que tem muitos patrocinadores com potencial para negócio com eles.

Devido a essas dificuldades, após anos de inflação de salários e transferências caras, a equipe não conseguiu renovar o contrato de seu maior astro, o argentino Lionel Messi, que foi para o Paris Saint-Germain depois da falha no negócio.

Mesmo assim, Laporta se diz otimista para o futuro, explicando que existem cerca de 17 investidores interessados no Barca Studios, que serve como sede de eventos e agrupa todos os trabalhos audiovisuais do time.

“Nós temos muitas propostas e isso é obviamente encorajador, nossa moral está bem alta”, disse ele.

A última diretoria que estava no Barça contratou o banco Goldman Sachs (GS.N) para procurar possíveis investimentos comerciais, mas o resultado não foi satisfatório, de acordo com o presidente. O clube já deve um total de € 1.35 bilhões (R$ 8 bilhões), sendo que desse valor, € 673 milhões (R$ 4 bilhões) são dívidas para bancos.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.