FOTO: TSE/Divulgação

Eleitor não pode ser preso a partir desta terça-feira

A restrição é válida no período de cinco dias antes do pleito e 48 horas depois da votação.

A partir desta terça-feira (24), os eleitores que moram nas cidades que terão segundo turno nas eleições municipais não podem ser presos. A restrição é válida no período de cinco dias antes do pleito e 48 horas depois da votação. A segunda rodada de votação será realizada no próximo domingo (29).


No entanto, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) há algumas exceções: como os casos de crime em flagrante e de sentença condenatória por crime inafiançável, como racismo, tortura e tráfico de drogas.

No domingo, cerca de 38 milhões de pessoas estão aptas a votar no segundo turno, que ocorrerá em 57 cidades do país, das quais 18 são capitais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Sinal de televisão digital chega a 90% dos brasileiros

Segundo o edital do leilão do 5G, as empresas que tiverem lances vencedores nas frequências terão, como contrapartida, que arcar com os custos de transição para famílias de baixa renda que forem dependentes dos serviços atuais para captar sinais.