EJE-RJ promove nesta terça (1º) live sobre negritude no processo eleitoral

No encontro serão discutidas as mudanças legais implementadas nas últimas eleições, que possibilitaram a distribuição obrigatória do fundo partidário entre pessoas pretas e pardas, bem como propostas para o seu aperfeiçoamento
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Encontro será realizado às 18h, com transmissão pelo canal do TRE-RJ no Youtube A Escola Judiciária Eleitoral do Rio de Janeiro (EJE-RJ) promove nesta terça-feira (1º), às 18h, a live “Negritude em Foco no Processo Eleitoral”. O evento marca o início da série “Café com Política”, que terá debates virtuais realizados periodicamente, com a abordagem de temas como a representatividade das minorias, a participação política feminina, a segurança do sistema eletrônico de votação, entre outros.

Com transmissão pelo canal do TRE-RJ no Youtube, a série de lives será conduzida pela diretora da EJE-RJ, desembargadora eleitoral Kátia Junqueira, que no evento de estreia irá entrevistar o advogado Humberto Adami Santos Junior, presidente das comissões Estadual e Nacional da Verdade e Escravidão Negra da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

No encontro serão discutidas as mudanças legais implementadas nas últimas eleições, que possibilitaram a distribuição obrigatória do fundo partidário entre pessoas pretas e pardas, bem como propostas para o seu aperfeiçoamento. Também serão abordados o impacto das discussões raciais no mundo inteiro, após o assassinato de Jorge Floyd, nos EUA, e as repercussões na luta contra o racismo no Brasil, além de iniciativas como da OAB, que vem preparando eleições internas com paridade de 50% para mulheres e 30% para pessoas pretas e pardas, entre concorrentes.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.