Entre os dias 26 de fevereiro e 02 de março, 16 educadores brasileiros – 15 deles de escolas públicas – terão a oportunidade de conhecer e se aprofundar na metodologia de aprendizagem que revolucionou o ensino de matemática no Japão – a Lesson Study (Estudo de Aula, em tradução livre). Os professores Carolina Carneiro da Silva, do Rio de Janeiro (RJ), e Fábio Menezes da Silva, de Duque de Caxias (RJ), estão entre os participantes.

A convite da Fundação Lemann, organização familiar sem fins lucrativos que apoia e desenvolve projetos inovadores em Educação, o grupo viajará a Chicago, nos Estados Unidos, para participar de um workshop customizado com o professor japonês Akihiko Takahashi, referência mundial nessa metodologia. É a primeira vez que o especialista desenvolve esse tipo de trabalho com profissionais brasileiros. Ao longo de 2018, os participantes implementarão a metodologia em suas escolas e serão apoiados pelo professor Tahakashi, que virá ao Brasil no fim do ano para acompanhar o processo.

“A parceria com a Lesson Study Alliance reforça o nosso compromisso com a educação de qualidade e a formação de professores. Eles conhecem, melhor do que ninguém, o dia a dia e os desafios da sala de aula no processo de ensino e aprendizagem. Por isso oferecemos oportunidades de desenvolvimento como esta: para que se sintam cada vez mais capazes e apoiados na superação desses desafios”, diz Camila Pereira, diretora de Educação da Fundação Lemann. “Quando voltarem ao Brasil, esses educadores poderão dividir suas experiências com colegas e ajudar a multiplicar o conhecimento em suas redes de ensino, beneficiando um número ainda maior de estudantes.”

O Japão ocupa atualmente a 5ª posição no ranking de matemática do PISA (Programa Internacional de Avaliação de Alunos). O Brasil, por outro lado, está na 66ª posição de um total de 70 nações.

 

Quem são os professores

Os encontros com o professor Takahashi fazem parte de um conjunto de iniciativas da Fundação Lemann para apoiar os educadores da rede pública de ensino, permitindo que eles levem uma educação de qualidade a um número cada vez maior de alunos em todo o Brasil.

O grupo que viaja aos Estados Unidos é formado por professores de matemática, coordenadores pedagógicos e diretores escolares que participam de iniciativas da Fundação Lemann e de seus parceiros Associação Nova Escola, Instituto Canoa e Ensina Brasil.

Os professores de matemática Carolina Carneiro da Silva, da Escola Municipal Castelnuovo no Rio de Janeiro (RJ), e Fábio Menezes da Silva, do Centro Integrado de Educação Pública (CIEP) 330 Maria da Glória Corrêa Lemos em Duque de Caxias (RJ), estão entre os participantes. Eles foram convidados por fazerem parte do Time de Autores dos Planos de Aula Nova Escola,  plataforma digital apoiada pela Fundação Lemann e pelo Google.org com conteúdos alinhados à Base Nacional Comum Curricular que são produzidos por educadores.

Professores de Parkway (DF) e Belém (PA) que também fazem parte do Time de Autores dos Planos de Aula Nova Escola; educadores que atuam em escolas públicas de Campo Grande (MS) por meio de uma parceria do Ensina Brasil com a rede estadual de educação; e coordenadores pedagógicos, diretores e professores de matemática das redes de Guarulhos (SP) e Taubaté (SP) que participam do programa Formar, da Fundação Lemann, também participam do workshop.

 

Sobre a Lesson Study

A metodologia Lesson Study consiste, de maneira resumida, nas seguintes etapas: definição do tema de pesquisa, revisão teórica, redação do plano, observação de sala de aula, discussão, e retomada. Nessa metodologia, um grupo de professores define um problema de ensino e aprendizagem que se quer solucionar, pesquisa sobre o conhecimento que já há disponível sobre esse problema e monta uma proposta detalhada de pesquisa. Em sala de aula, um professor do grupo ministra a aula com base no que foi pesquisado, e é observado atentamente pelos demais.

A discussão após a aula é um momento central, em que os professores analisam profundamente cada aspecto da aula, buscando aperfeiçoá-la para, assim, potencializar a aprendizagem dos alunos. A partir desta análise detalhada, o grupo parte para a etapa de retomada, na qual as sugestões de melhoria são incorporadas ao plano de aula original, e a pesquisa avança para outros problemas.

Assim, a Lesson Study propicia uma formação continuada colaborativa, em que um grupo de professores aprimora suas técnicas didáticas a partir de um problema comum, partindo tanto da teoria como da experiência prática

Fonte: Fundação Lemann