Nos últimos dez anos, a educação a distância (EAD) vem aumentando sua participação na educação superior. Em 2006, a modalidade representava pouco mais de 4% das matrículas de graduação. Em 2016, foram quase 1,5 milhão de alunos estudando nos cursos EAD, uma participação de 18,6% dos alunos de graduação no país (Censo Escolar da Educação Superior/Inep/2016). Mostrar essa nova realidade, como são estruturados e avaliados os cursos, os conteúdos ofertados, trabalhar as informações do perfil desses estudantes pode render uma boa reportagem. Isso é pauta para você, jornalista?

Prêmio Inep – Parceria do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) com a Organização de Estados Ibero-Americanos para Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), o Prêmio Inep de Jornalismo tem o objetivo de prestigiar trabalhos jornalísticos que melhor contribuam para o entendimento da importância dos exames, avaliações e estatísticas realizadas pelo Inep para o monitoramento e desenvolvimento das políticas públicas de educação no Brasil.

Este ano, serão distribuídos R$ 136 mil em prêmios, em duas categorias: Exames, Avaliações e Estatísticas da Educação Básica e Exames, Avaliações e Estatísticas da Educação Superior, para reportagens veiculadas em mídia impressa, TV, rádio e internet. A novidade é a criação de um Grande Prêmio, para os melhores trabalhos das duas categorias, independentemente da plataforma de veiculação. As inscrições serão entre 1º e 19 de novembro de 2018. Podem concorrem matérias veiculadas desde 14 de novembro de 2017.

Clique aqui para acessar o regulamento

Crédito da foto: Shutterstock