O primeiro jogo eletrônico do mundo é o Spacewar, datado de 1961, surgido no instituto de tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, 11 anos mais tarde surgiu o primeiro console conectável a uma televisão, o Magnavox Odssey, em 1972, criado pelo engenheiro Ralph Baer.

Três anos depois surge o Atari, que ficou muito mais popular, na década seguinte diversas empresas, principalmente do Japão, que vivia o auge da nova forma de produção baseada no just in time, do toyotismo, tornando-se a capital mundial dos videogames.

Tempos depois foram surgindo outros consoles famosos como Nintendo, Playstation da sony, um dos mais vendidos da história, XBOX, Mega Drive, entre outros, jogos como Super Mário, Golden Axe, Alex Kid, ganhavam a cabeça da garotada, até que  os criadores de jogos começaram a tirar inspirações da vida real através de clássicos do cinema e desenhos animados como: Dragon Ball Z, Street Fighter,Mortal Kombat, Resident Evil, Cavaleiros do Zodíaco, Naruto, Prince of Pérsia, dentre outras criações.

Os esportes não ficaram de fora, jogos de futebol, automobilismo, basquete e tênis, saíram da vida real direto para os consoles, destaque para franquias de futebol como Pro Evolution Soccer (PES), FIFA, Gran Turismo, Forza Motosport, Fórmula 1, NBA e mistos como Need For Speed, que recentemente virou filme e Midnight Club.

Nós últimos anos, alguns jogos como League of Legends, conhecido como LOL, Coutry Strike, o popular CS, Crash Royale, FIFA e outras franquias tem tornado alguns jogadores profissionais, com direito a equipe, centro de treinamento, premiações e salários mensais e viagens pelo mundo, tudo isso para jogar videogame, até grandes marcas do futebol como Flamengo e Corinthians, duas maiores torcidas do futebol brasileiro, tem equipes em esportes eletrônicos como o LOL.

Atualmente há programas na internet, TV aberta e fechada, relacionados ao assunto, criando um tipo de imprensa especializada em cobertura desses eventos, além de inúmeros canais de youtube especializados no assunto, rendendo milhões de reais numa industria que cresce em meio a recessão no país e continua forte no mundo, os mais conservadores consideram que tudo isso é uma brincadeira apesar do dinheiro envolvido, já outros lutam para que todos reconheçam como esporte.

(imagem BRLOL.com)