Foto: Divulgação

É preso em Duque de Caxias homem que roubava mansões de luxo em Petrópolis

Após dois meses de investigação, os agentes identificaram quatro suspeitos responsáveis por roubos a residências de luxo em Petrópolis.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Policiais civis da 105ª DP (Petrópolis) prenderam, nesta segunda-feira (21/06), um ladrão que integra uma quadrilha de assaltantes especializados em roubar mansões em Petrópolis, e um homem acusado de receptação de peças de veículos.

Após dois meses de investigação, os agentes identificaram quatro suspeitos responsáveis por roubos a residências de luxo em Petrópolis. O primeiro assalto ocorreu no dia 27 de abril deste ano. O segundo, no dia 7 de maio. Os crimes ocasionaram prejuízo de R$ 300 mil às vítimas. De acordo com os policiais, os autores agiram com violência e mantiveram as vítimas em cárcere privado por longo período.

Em um dos casos, os assaltantes levaram três veículos importados, joias e outros bens de alto valor. As investigações iniciaram e o bandido foi preso no bairro Pilar, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça pelos crimes de roubo e associação criminosa.

Segundo os agentes, durante a ação, as equipes recuperaram dezenas de peças de um dos veículos subtraídos em um ferro-velho, no bairro Gramacho, em Duque de Caxias. O dono do estabelecimento foi preso em flagrante por receptação. Após diligências, os investigadores verificaram que ele é sócio de um integrante da milícia que atua na região.

De acordo com a 105ª DP, o grupo estava sendo monitorado e a ação frustrou um roubo à residência que seria realizado na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. As investigações continuam para capturar outros acusados e identificar os demais receptadores.

Fonte: PCERJ

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.