Foto: Divulgação

Dragão do Mar celebra aniversário com show gratuito de Mateus Fazeno Rock nesta quinta-feira (28)

A apresentação "Dipassagem" será gratuita, mediante a retirada de ingressos (até dois por pessoa) na plataforma virtual Sympla Bileto (site.bileto.sympla.com.br/dragaodomar)
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Completando 23 anos da sua inauguração, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC), complexo cultural da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult Ceará), gerido em parceria com o Instituto Dragão do Mar, celebra o aniversário nesta quinta-feira (28), às 19h30, no Teatro Dragão do Mar, com o show do talentoso multiartista Mateus Fazeno Rock. A apresentação “Dipassagem” será gratuita, mediante a retirada de ingressos (até dois por pessoa) na plataforma virtual Sympla Bileto (site.bileto.sympla.com.br/dragaodomar). Eventuais ingressos remanescentes da distribuição on-line serão disponibilizados também na bilheteria física, uma hora antes do início do show.

O acesso ao Teatro Dragão do Mar permanece condicionado à apresentação do passaporte sanitário completo para pessoas com idade a partir de 12 anos (3ª dose para o público elegível) e de documento de identificação com foto, cuidados alinhados aos protocolos de biossegurança orientados pelo Governo do Ceará, por meio do decreto estadual em vigência.

Acompanhado de Ayla Lemos, Briar, Rodrigo Brasil e Dipas, Mateus Fazeno Rock, que é ator, performer, músico, compositor e letrista, canta sobre vivências e experiências faveladas, provocando reflexões sobre tempo, saúde e nossa continuidade através do que ele classifica como “rock de favela”, estilo que se contrapõe ao rock tradicionalmente influenciado pelos gêneros grunge, punk, funk br, rap, reggae/dub e r&b. Com duração média de 60 minutos, o show traz músicas do álbum “Rolê nas Ruínas” (2020) e canções inéditas do álbum “Jesus Ñ Voltará”, previsto para ser lançado ainda em 2022, convidando o público a experimentar uma imersão sonora única, marcada por rearranjos e improvisos de instrumentação e letras.

Sobre o título da apresentação, Mateus explica que o trabalho foi pensado e produzido na transição entre um trabalho. “Depois conclui que o show fala muito sobre estar em passagem mesmo, na vida, algo que falo muito nas músicas desde ‘Rolê nas Ruínas’ ser um trabalho muito de caminhada, cruzadas e transições até o álbum ‘Jesus Ñ Voltará’, que vai contar muitas histórias que vivi ou compartilhei com pessoas. Tem muito de pensar nossa passagem na terra, como pessoas negras e faveladas, ao mesmo tempo em que tem o sentido de dar passagem em uma esfera espiritual, inspiração”, pontua.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.