Do Ijexá a MPB, cantor Matheus Crippa lança “Afoxé Branco”

Inspirado em Caetano Veloso, Djavan e Gilberto Gil, o músico mantém acesa as vertentes da música popular Brasileira.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A música popular Brasileira é reconhecida mundialmente pela qualidade de sua prosa e poesia, bebericando desta vertente o Cantor Matheus Crippa nos presenteia com a faixa “Afoxé Branco”.

O artista iniciou sua carreira musical desde pequeno, porém aos 15 anos ele mergulhou definitivamente no cenário musical, apreciador da boa arte, através de pesquisas e estudos sobre cultura e musicalidade, Matheus começa a frequentar as rodas de samba do projeto sócio cultural “Panela do Samba” em Sorocaba-SP.
Esta panela cultural o influenciou a aprimorar-se e assim se formar como Bacharel em música pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Com muita versatilidade, foi em Campinas – SP, onde Matheus começou a explorar todo ensinamento do âmbito cultural e social e assim navegou em ritmos como:Afoxé, carimbó, choro e o samba chula.

Influenciado pelas composições de cantores da MPB como: Aldir Blanc, Caetano Veloso, Chico Buarque, Djavan, Gilberto Gil, João Bosco e ele se apaixonou pelo samba de Arlindo Cruz, Almir Guineto, Dona Ivone Lara, Jorge Aragão, João Nogueira, Paulinho da Viola, Moacyr Luz entre outros.

“Em minha trajetória tenho diversos espelhos e sempre me sinto conectado a MPB e ao samba e suas vertentes” diz Matheus Crippa.

Neste período, ele acompanhou alguns mestres da música brasileira como: Seu Carlão do Peruche, Daniela Spilmann, Luizinho SP, Moacyr Luz, Wilson Moreira, Toinho Melodia entre outros…

“Está oportunidade de conviver com estes mestres, me permitiu apreciar o talento de Cláudio Silva,Fabiana Cozza,Glória Bonfim,Mateus Aleluia,Pau Puro Só, Pagode da Tia Tiana,Terreiro de Criolo,Tigana Santana,Virgina Rodrigues entre outros” afirma Crippa.

Com tanto talento e bagagem, logo o cantor apresentou o seu primeiro trabalho, o EP “Entremeios” (2017), composto de obras autorais, este projeto promoveu o diálogo entre a música e a cultura popular afro-brasileira,mantendo toda a vertente adquirida em seus estudos e impulsionando uma nova leitura sobre os caminhos do samba no Interior Paulista.

Agora em 2021, o artista revitaliza a sua carreira e lança o trabalho autoral “Íntimo”, um EP trazendo voz e violão na linha de frente com uma poética repleta de brasilidade. O primeiro single “Afoxé Branco” de Composição de Diogo Nazareth e do próprio Matheus, abre alas com um dos ritmos sagrados da cultura africana, o Ijexá.
Popularizado através dos Filhos de Ghandy (1949) ele ganha na voz do cantor um toque ritmado e atualizado para nosso tempo, contando com a participação de Silvanny Sivuca, o trabalho retrata toda singularidade e intimidade expressa neste álbum.
O EP contém um total de 5 faixas e será lançado faixa a faixa, mensalmente em todas as Plataformas digitais.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.