Foto: Tennis Australia/Scott Barbour

Djokovic se recusa a tomar vacina e sacrificará seus títulos

O tenista confirmou que, quando criança, foi vacinado para se prevenir de doenças.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Por: Luiz Echevarrieta

Novak Djokovic resolveu falar sobre a situação da vacina.

Um mês após perder o Australian Open por não tomar vacina e ser deportado da Austrália, por não tomar a vacina contra a Covid-19, o sérvio afirmou que não gostaria de ser associado ao movimento anti-vacina.

Foto: Peter van den Berg

O tenista confirmou que, quando criança, foi vacinado para se prevenir de doenças. Disse que sempre foi ‘’estudioso do bem estar, da saúde, da nutrição’’ e que mantém a mente aberta para futura imunização.

Por não disputar o Australian Open, Djokovic abriu caminho para o espanhol Rafael Nadal se tornar o maior campeão do Grand Slams com 21 slams, atrás fica o sérvio e o suíço Roger Federer com 20.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.