Dezessete cidades já firmaram convênio com o DER para obras em vias

No acordo, o Departamento fica responsável por fornecer materiais e insumos para a execução dos projetos apresentados pelas prefeituras e, estas, usinam e aplicam o material.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

No terceiro dia de agenda de assinaturas de convênios entre prefeituras fluminenses e o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Rio de Janeiro (DER-RJ), cinco municípios firmaram o acordo. São eles: Paraíba do Sul, Três Rios, Comendador Levy Gasparian, Cambuci e Miguel Pereira. Até o momento, 17 cidades foram contempladas com o novo convênio.

Outras prefeituras vão firmar parceria com o DER-RJ até a próxima semana. No acordo, o Departamento fica responsável por fornecer materiais e insumos para a execução dos projetos apresentados pelas prefeituras e, estas, usinam e aplicam o material.

– Cada prefeitura deve elaborar um projeto e plano de trabalho que contenha as intervenções que serão feitas, o material necessário e o trecho onde será realizado – explica o secretário de Estado das Cidades, Uruan de Andrade.


O presidente do DER-RJ, Luiz Roberto Pereira de Souza, ressaltou que o plano de ação é importante para que os prefeitos façam a prestação de conta do material demandado:

– Nós só entregaremos novas remessas após a prestação de conta do plano de ação anterior. Também vamos fiscalizar mensalmente: engenheiros do DER-RJ estarão nos municípios verificando se as execuções das obras estão de acordo com o plano de ação – disse.

Fonte: Governo do Estado do Rio de Janeiro

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Faetec: inscrição está aberta para profissional bolsista e outros cursos

Os interessados em realizar um curso profissionalizante podem se candidatar ao edital Qualificação Profissional (voltado para quem possui, no mínimo, Ensino Fundamental incompleto), ou ao edital de Técnico de Nível Médio (destinado para quem está no ato da matrícula cursando o segundo ou terceiro ano do Ensino Médio).

Comentários estão fechados.