O DETRAN-RJ havia informado na manhã desta sexta-feira (09), que os serviços para emissão de documentos estavam suspensos, por conta da exoneração do então presidente, Leonardo Jacob, após prisão temporária decretada nesta quinta (08), em mais uma fase da Operação Lava Jato. O DETRAN voltou atrás e disse que até a próxima segunda, 12 de novembro, todos os serviços estarão normalizados.

Fernanda Curdi, diretora de administração, responderá interinamente pelo órgão. A emissão da Carteira Nacional de Habilitação e da identidade deverá ser normalizada ainda hoje e a de veículos, segunda-feira. Os usuários que não conseguirem ser atendidos hoje, podem voltar ao posto do Detran a partir do dia 12.

Operação Furna da Onça

O esquema de lavagem de dinheiro, loteamento de cargos públicos e mão de obra terceirizada na Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ) movimentou cerca de R$ 54 milhões, segundo Ricardo Saadi, superintendente da Polícia Federal. Até o momento, foram cumpridos 20 dos 22 mandados de prisão. Dez dos quais, contra deputados estaduais, cinco deles reeleitos nestas eleições.

A Operação Furna da Onça foi deflagrada, na manhã desta quinta-feira e investigou um suposto “mensalinho” na ALERJ. Os valores chegavam a R$ 900 mil, de acordo com os investigadores. A força-tarefa da Lava Jato informou que os investigados lotearam-se de cargos em postos do Detran no Rio de Janeiro como parte das vantagens indevidas repassadas aos deputados acusados.

Em nota, o atual governador do Estado, Luiz Fernando Pezão, reiterou que não tem conhecimento dos fatos e tampouco do teor das acusações imputadas aos servidores envolvidos. “O governador reafirma sua confiança na inocência do ex-secretário Affonso Monnerat”, concluiu no esclarecimento.

Por: Gabriel Malheiros