Foto: Banco de imagens / Alerj

Detran vai fornecer documentos de identidade para vítimas de incêndio em Santa Cruz

Cerca de 160 adultos ficaram sem todos os seus documentos.

O Detran.RJ vai entregar novas carteiras de identidade para os desabrigados da ocupação Unidos venceremos, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, que pegou fogo na noite desta quinta-feira. As chamas destruíram cerca de 250 barracos de madeira, e os moradores tiveram de fugir às pressas, alguns levando apenas a roupa do corpo. Cerca de 160 adultos ficaram sem todos os seus documentos.

Os documentos serão confeccionados no posto do Detran do West Shopping, em Campo Grande, a partir de segunda-feira. Haverá o atendimento especial de grupos de 40 pessoas por dia, durante quatro dias. O trabalho será feito em conjunto com a Secretaria de Assistência Social do município do Rio, que vai encaminhar as pessoas ao posto. Num segundo momento, também poderão ser fornecidas segundas vias de carteiras de habilitação.

Após o incêndio, os desabrigados foram levados para o Complexo Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande, onde o Detran.RJ montou uma estrutura nesta sexta-feira,  coordenada por Theo Schunk, assessor da presidência, e Rodrigo Varejão, coordenador geral de Educação para o Trânsito.

A ambulante Larissa do Couto Rosa, de 23 anos, será uma das beneficiadas pelo trabalho do Detran.RJ. Mãe de duas crianças pequenas, Arthur, de 3 anos, e Aila, de apenas seis meses, ela disse que só teve tempo de puxar o menino e sair com a roupa do corpo.

“Quando eu vi, o fogo já estava no telhado do barraco. Minha vizinha bateu  na parede e gritou para eu fugir. Meu filho ainda caiu perto da porta. Mais um pouco e ninguém ia conseguir sair. A ajuda do Detran vai ser importante porque não tenho mais documento algum. Só com documentos vou conseguir começar a reconstruir a vida”.

Alexandre Luiz Henrique, de 29 anos, contou que não conseguiu salvar os documentos porque tentou apagar o fogo. “Foi tudo tão rápido que, quando percebi, já não conseguia mais tirar nada lá de dentro”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também