Detran.RJ fará novas blitzes com drones para coibir a prática de ‘pegas’

Em duas operações com a utilização dos equipamentos, na Barra da Tijuca, 72 veículos foram multados.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Detran.RJ vai realizar novas operações contra ‘pegas’ de trânsito em diversos pontos do estado, com a ajuda de drones. A última operação, realizada na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, foi em parceria com o Gabinete de Segurança Institucional do Governo do Estado (GSI-RJ).



O objetivo foi coibir as corridas ilegais que costumam ser realizadas nas noites de quarta e quinta-feiras próximo ao Campo Olímpico de Golfe, na Barra, segundo relatos de moradores que procuraram o Detran. Outros pontos de ‘pegas’ no estado estão sendo detectados pelo departamento.



Nas duas operações com drones, na Barra, realizadas até agora, 132 veículos foram abordados, dos quais 72 foram multados por diferentes irregularidades.



Os drones são usados para mapear as áreas e acompanhar a movimentação de veículos em postos de gasolina e outras regiões próximas, que são usadas como pontos de reunião pelos praticantes de corridas ilegais. Além disso, os drones conseguem identificar veículos em excesso de velocidade antes mesmo das áreas das blitzes.



– Nossa Coordenadoria de Fiscalização está aumentando as blitzes contra corridas ilegais. Contaremos sempre com a parceria do Gabinete de Segurança Institucional para detectar a infração com mais clareza. As operações também serão realizadas em outras regiões do Estado do Rio – informou o presidente do Detran.RJ, Adolfo Konder.



Participar de ‘pegas’ é crime de trânsito. As imagens gravadas pelos drones podem ser usadas para comprovar a prática. Se os agentes identificarem veículos participando de corridas em vias públicas, os motoristas flagrados serão conduzidos à delegacia para autuação. As fiscalizações inibem essas corridas ilegais em vias públicas.



Desde maio, o Detran intensificou as fiscalizações a corridas ilegais e também a motos que circulam com o sistema de escapamento adulterado, causando barulho excessivo. Para isso, o departamento está atento à modificação irregular de característica dos veículos, como rebaixamento de suspensão, abertura de escapamentos, ‘envenenamento’ de motores e iluminação fora das especificações, entre outras. Todos os motoristas flagrados com veículos nessas condições serão autuados, e os veículos, retirados de circulação.



Entre os motivos principais das autuações, durante as últimas fiscalizações, estão a falta de licenciamento do veículo e habilitação irregular.

Fonte: Governo do Estado do Rio

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.