Detran.RJ diz que vai apurar motivos dos atrasos nos pagamentos de funcionários em Petrópolis

Os funcionários disseram ainda terem recebido uma mensagem da empresa informando que o salário só seria pago na próxima sexta-feira (12).

Após repercussão sobre a não abertura da unidade do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran.RJ) do Alto da Serra, em Petrópolis, RJ, nesta segunda-feira (8), funcionários que faltaram ao trabalho acusam a empresa terceirizada, de não ter pagado os salários dos empregados.

Ainda de acordo com o que foi relatado pelos trabalhadores, a empresa terceirizada IBAP-RJ, não arcou com o devido compromisso de pagamento no quinto dia útil do mês, alegando que o Detran.RJ não teria repassado a verba para que o salário fosse depositado.

Os funcionários disseram ainda terem recebido uma mensagem da empresa informando que o salário só seria pago na próxima sexta-feira (12).

“Informamos que em virtude de problemas operacionais o salário do mês de fevereiro não será depositado na data de hoje, no entanto, IBAP-RJ vai envidar todos os esforços para que o pagamento seja realizado até a próxima sexta-feira”, dizia a mensagem recebida pelos funcionários.

Outras reivindicações foram expostas pelos funcionários. Eles alegam que o local onde trabalham não dispõe de recursos básicos para que haja o cumprimento dos protocolos de segurança em virtude da pandemia do novo coronavírus. Eles dizem não conseguir realizar um devido distanciamento social e não possuir álcool em gel para a higienização das mãos.

Ainda segundo os relatos, as condições de trabalho se tornam ainda mais precárias a medida em que os serviços são realizados em cabines pequenas, com mesas e cadeiras quebradas. Outras reclamações são referentes a falta de água potável para consumo e banheiros sem papel higiênico e/ou produtos para a devida higienização das mãos.

Os trabalhadores afirmaram ainda que não receberam o contrato trabalhista da nova empresa terceirizada, sofrendo ainda com uma drástica redução salarial.

Em nota, o Detran.RJ declarou que está em dia com o pagamento de todas as empresas prestadoras de serviços terceirizados, mas para que os valores sejam liberados é necessário que as empresas apresentem documentos.

“O Detran está em dia com o pagamento de todas as empresas prestadoras de serviços terceirizados. Para que os valores sejam liberados, é preciso que essas empresas apresentem os documentos e comprovantes previstos em contrato. A relação trabalhista dos empregados é com as empresas para as quais trabalham e não com o Detran. Mas o departamento vai apurar junto às empresas os motivos de eventuais atrasos nos pagamentos de funcionários”, diz a nota.

Sobre as condições de segurança, saúde e higiene, o Detran.RJ diz desconhecer os fatos relatados e que todos os funcionários assinaram um termo recebendo materiais individuais de Equipamento de Proteção Individual (E.P.I).

“Os funcionários do posto de Petrópolis assinaram documento na última quinta-feira (4/3) atestando ter recebido máscaras e álcool em gel para proteção contra a Covid-19. Assinaram também estar cientes das regras de prevenção contra o coronavírus. O Detran não recebeu qualquer relato do posto de Petrópolis sobre falta de materiais de higiene. A empresa de limpeza mantém a prestação dos serviços”, finaliza o Detran.RJ.

O Grupo Giro tentou contato com a empresa IBAP-RJ, mas até a publicação desta matéria não havia recebido resposta.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também