© Luciola Vilella / MTUR

Detran/RJ celebrará missa no Cristo Redentor em homenagem ao Maio Amarelo

O evento acontecerá nesta segunda-feira (3) as 17;30 e terá transmissão pelo Youtube.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Detran/RJ realizará uma missa aos pés do Cristo Redentor nesta segunda-feira, 3 de maio, às 17h30. A ação faz parte das celebrações do Maio Amarelo, o movimento mundial criado para chamar atenção para o alto número de mortos e feridos no trânsito. O reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar Raposo, presidirá a missa. Em seguida, o monumento ao Cristo Redentor será iluminado de amarelo durante uma hora. Em função da pandemia, a celebração não terá a presença de público e será transmitida pelo canal do Detran.RJ no YouTube e pelos canais do Cristo Redentor (youtube.com/cristoredentoroficial) e do Padre Omar (youtube.com/padreomar).

O amarelo é a cor de atenção no trânsito, e, junto com o laço, que representa saúde, são os símbolos da luta para conscientizar as pessoas a utilizar a direção defensiva e salvar vidas. Dados do Detran.RJ mostram que, no Estado do Rio, em 2020, mesmo durante a pandemia, 19,1 mil pessoas foram mortas ou feridas em decorrência dos acidentes. Além disso, nos dois primeiros meses deste ano, o número chegou a 3.479 vítimas. O somatório dos acidentados em janeiro e fevereiro de 2021 equivale a quatro aviões A-380 – o maior do mundo -, lotados em sua capacidade máxima.

“São vidas perdidas, causando grande sofrimento a todos, sejam amigos ou familiares. Muitas vezes, os acidentes acontecem pela falta de pequenos cuidados essenciais, como o não uso do cinto de segurança ou o uso do celular ao dirigir”, afirma o presidente do Detran.RJ, Adolfo Konder. “Em mais um ano, o Cristo Redentor será iluminado pela conscientização da população sobre os acidentes de trânsito. A atenção às regras do trânsito salva vidas!”, destaca o reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar.

Konder complementa: “É um mês dedicado a essas reflexões e a ações educativas. Como no ano passado, por conta da pandemia, vamos adotar ações digitais ou com poucas pessoas, ampliando o alcance das mensagens por meio da mídia e das nossas redes sociais”.

Este ano, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que coordena ações educativas no trânsito em parceria com os demais órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Trânsito (SNT), usará no Maio Amarelo o slogan “No trânsito, sua responsabilidade salva vidas”.

“A intenção é fazer com que a população perceba a importância do papel de cada agente no trânsito e se coloque no lugar do outro. Afinal, se numa hora a pessoa está dirigindo, na outra pode ser pedestre ou estar numa bicicleta”, ressalta o coordenador-geral de Educação para o Trânsito do Detran.RJ, Rodrigo Varejão.

Campanha #VAINARESPONSA

O Detran.RJ criou uma campanha especial para o Maio Amarelo. Para que as mensagens de cuidado com a vida sejam bem recebidas e assimiladas pela maior parte da população, o departamento escolheu a hashtag #VAINARESPONSA, que marcará as ações educativas a serem realizadas.

A marca dialoga com o jeito de falar descontraído da população fluminense e sintetiza a responsabilidade que todo cidadão deve ter ao conduzir um veículo. A comemoração do Maio Amarelo neste ano foi iniciada pelo Detran no sábado, dia 1º de maio, com a iluminação do prédio-sede do departamento, no Centro da capital.

Sobre o movimento Maio Amarelo

A primeira edição do Maio Amarelo aconteceu em 2014, com base em uma resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) que definiu o período entre 2011 e 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”. Maio foi escolhido por ter sido o mês em que a resolução da ONU foi publicada, em 11 de maio de 2011.

Os últimos dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), referentes a 2018, mostram que os acidentes de trânsito matam cada vez mais pessoas em todo o planeta. São, em média, cerca de 1,35 milhão de óbitos por ano.

Estatísticas do Detran.RJ revelam ainda que as principais vítimas do trânsito são homens jovens, entre 18 e 40 anos. Além disso, as crianças e adolescentes, de 5 a 18 anos incompletos, mesmo não sendo os agentes principais do trânsito, representam cerca de 5% das vítimas a cada ano. “São dados extremamente relevantes, pois estamos falando da juventude e dos nossos filhos”, frisa o presidente Adolfo Konder.

SERVIÇO:
Missa pelas vítimas dos acidentes de trânsito e iluminação especial pelo Maio Amarelo
Data:3 de maio
Horário:17h30

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.