Foto: Reprodução da Internet

Denúncia | Gatos estão sendo assassinados na Rua Teresa e moradores cobram soluções da Cobea

Muitos destes animais domésticos se alojaram ao longo da Rua Teresa e recentemente, muitos dos gatos que são maioria no local, apareceram mortos com marcas de envenenamento.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Moradores e comerciantes da Rua Teresa, em Petrópolis reclamam do alto contingente de animais abandonados ao longo da via. Segundo às denúncias, diversos gatos e cães foram abandonados após as tragédias que atingiram a cidade nos dias 15 de fevereiro e 20 de março.

Muitos destes animais domésticos se alojaram ao longo da Rua Teresa e recentemente, muitos dos gatos que são maioria no local, apareceram mortos com marcas de envenenamento.

Nossa equipe entrou em contato com o núcleo de Petrópolis da Coordenadoria de Bem Estar Animal (Cobea), para cobrar soluções e posicionamentos sobre o caso. Nos foi informado que as denuncias são realizadas de forma burocrática, através de telefone e e-mail, além de ser necessário informar o nome do tutor dos animais: “A Coordenadoria de Bem Estar Animal (Cobea) esclarece que atua na fiscalização de maus-tratos a animais. As denúncias são recebidas por telefone (2291-1505) e por e-mail ([email protected]). Na denúncia, é preciso informar o nome do tutor do animal e o endereço (com as referências).”

Em relação ao caso dos envenenamentos na Rua Teresa, o órgão informou que vai apurar os fatos e declarou se sensibilizar com a vida destes animais: “A Cobea esclarece que vai apurar os fatos. A Cobea se sensibiliza com quaisquer ações que venham causar dor e sofrimento aos animais. Envenenar animais é crime previsto em lei com pena de 2 a 5 anos de reclusão. É importante ressaltar que são necessárias provas para que o criminoso seja responsabilizado.”

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.