Foto: Enzo Gabriel/GIRO Serra

Delegado que foi preso por cobrar propina de lojistas da Rua Teresa tinha 13 celulares, segundo colunista

Durante a busca e apreensão que foi realizada no momento da prisão de Demétrio, a polícia teria encontrado 13 aparelhos celulares com ele.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

De acordo com informações divulgadas pelo colunista do Jornal “O Globo” Lauro Jardim, o Delegado Maurício Demétrio que foi preso na última semana acusado de ter recebido R$1 milhão em propinas de comerciantes da Rua Teresa, tinha 13 celulares ativos, que foram encotrados pela polícia durante a busca e apreensão que foi realizada no momento da prisão de Demétrio.

Em nota, a Associação da Rua Teresa (ARTE) destacou que não compactua com a venda de produtos falsificados.
A ARTE ainda afirma que não recebeu qualquer denúncia sobre o suposto esquema. E espera que todos os detalhes sejam esclarecidos e os culpados punidos.

A entidade reforça que é um importante setor econômico de Petrópolis, reconhecido por gerar mais de 20 mil empregos diretos e indiretos, e representando, antes da pandemia, cerca de 14% PIB da cidade.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.