A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias registrou três deslizamentos de terra na madrugada desta terça-feira (20.11) em virtude da chuva ininterrupta desde o início da tarde de ontem no município. Na Rua Hercília Henriques Moreti, no Alto da Serra, e na servidão Maria da Conceição, na Rua Alagoas, no Quitandinha, as barreiras foram pequenas e não chegaram a atingir imóveis ou fechar as pistas. Na Estrada União e Indústria, na altura do número 17.749, em Pedro do Rio, uma residência foi interditada preventivamente já que o deslizamento atingiu parcialmente a casa. Em nenhum dos casos houve feridos. Já são 15 horas de chuva constante na cidade.

A Defesa Civil permanece em estágio de atenção e todo o contingente de 55 agentes permanece de plantão, já que a chegada de uma frente fria mantém o tempo instável em todo o Estado do Rio de Janeiro ao longo dessa semana. O maior índice pluviométrico está registrado no Independência, onde choveu 148 milímetros nas últimas 24 horas. No mesmo período, no Duques, os pluviômetros marcaram 139 milímetros.

Todos os 20 conjuntos de sirene da Prefeitura de Petrópolis estão funcionando perfeitamente, mas não houve a necessidade de serem acionados durante a madrugada. Os equipamentos são ligados segundo critérios técnicos do setor de engenharia da Defesa Civil.

“É fundamental que a população que vive em áreas de risco tenha atenção redobrada”, pede o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, garantindo que o órgão permanece de plantão.

“São mais de 15 horas de chuva contínua na cidade. Os moradores devem ficar atentos e ligar para o 199 e informar caso tenham alguma ocorrência. Nossos agentes estão preparados para atender os moradores, caso seja necessário”, explica Paulo Renato.

Em casos de fortes chuvas, a população deve entrar em contato com a Defesa Civil caso note alguma instabilidade no imóvel ou terreno. Os moradores devem ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva. A ligação e o serviço são gratuitos.