A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias recebeu 70 equipamentos de combate a incêndios florestais doados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) nesta quinta-feira (16.08). São bombas costais, óculos, abafadores, foices, pás, entre outros materiais que são usados pelos agentes no combate às chamas. A guarnição da Defesa Civil existe desde o ano passado como parte do eixo operacional do Plano Inverno de Petrópolis e atua como apoio ao Corpo de Bombeiros caso seja necessário o atendimento em uma ocorrência de grande proporção.

Neste ano, os agentes da Defesa Civil participaram de um curso de prevenção e defesa florestal promovido pela Reserva Biológica Estadual de Araras (Rebio-Araras) e de um simulado de incêndio florestal no 32° Batalhão de Infantaria Leve/Batalhão Dom Pedro II, na Vila Militar. O objetivo foi preparar as brigadas operacionais complementares da cidade que atuam em casos excepcionais, quando solicitado o reforço pelo Corpo de Bombeiros.

“Desde o ano passado realizamos uma série de atividades, como treinamentos em conjunto com órgãos ambientais e a criação de uma metodologia pioneira no país com relação às ameaças de inverno. Seguimos trabalhando de forma antecipada e organizada para diminuir as ocorrências”, disse Paulo Renato Vaz.

Dados do 15° Grupamento de Bombeiro Militar (GBM) de Petrópolis comprovaram a eficácia do Plano Inverno em 2017: foram registrados 116 casos de fogo em vegetação contra 258 no ano anterior. Os órgãos operacionais seguem trabalhando em conjunto de forma antecipada para que os números sejam ainda menores em 2018.

“Com a adoção de medidas preventivas, podemos agir no estágio inicial dos incêndios florestais e, até mesmo, evitar que o desastre aconteça, protegendo a fauna, a flora e ainda a vida humana com o emprego de práticas antecipadas e planejadas. São ações integradas, proporcionadas pelo Plano Inverno, que fazem com que alcancemos nossos objetivos, como foi no ano passado”, explica Paulo Renato.

O Plano Inverno 2018 de Petrópolis foi elaborado por 19 instituições diferentes, contando com mais de 80 horas de treinamento envolvendo órgãos de atendimento e resposta e cerca de 150 pessoas treinadas para a resposta imediata em casos de incêndios florestais. Os planos de contingência e as matrizes de atividades e responsabilidades estão disponíveis no site da prefeitura (http://www.petropolis.rj.gov.br/pmp/).