Defesa Civil realiza ação do Plano Verão nos terminais rodoviários urbanos

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias vai fixar os cartazes do programa SOS Chuvas nos terminais rodoviários urbanos da cidade, onde serão entregues para os passageiros dos ônibus cartilhas de prevenção aos desastres naturais. O trabalho acontece nos dias 27 e 28 de fevereiro, no Itamarati e em Corrêas, e no dia 1° de março, em Itaipava. A ação faz parte do Plano Verão 2018 de Petrópolis e está inserida no SOS Chuvas, projeto da prefeitura que conta com 50 estudantes de quatro universidades atuando em três áreas: Defesa Civil, Obras e Meio Ambiente.

Durante o mês de janeiro, a Defesa Civil realizou a entrega do material educativo nas 12 comunidades da cidade que contam com 20 conjuntos de sirenes do Sistema de Alerta e Alarme, distribuindo mais de três mil exemplares por todo o município. Além disso, os cartazes já foram colados nos ônibus que fazem ponto final no Terminal do Centro no dia 8 de fevereiro. Segundo o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, o objetivo do trabalho é desenvolver a cultura da prevenção na cidade.

“Entre as dicas da cartilha estão a preparação de um kit de emergência, com alimentos, remédios e material de higiene que devem ficar em um local de fácil acesso, o conserto de vazamentos em reservatórios e caixas-d’água, além de orientar que a população não jogue lixo ou entulho nas encostas. Com a realização desse trabalho, estamos promovendo o desenvolvimento a cultura de prevenção aos desastres naturais em Petrópolis”, explica Paulo Renato.

O trabalho de conscientização da população conta com o apoio dos estagiários do SOS Chuvas. O programa lançado pela prefeitura em novembro do ano passado tem o objetivo reduzir os prejuízos causados pelas chuvas de verão. O projeto funciona em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Universidade Estácio de Sá (Unesa) e a Universidade Católica de Petrópolis (UCP), que disponibilizaram universitários voluntários.

“A parte prática é importante para os estagiários, que aprendem na prática como funciona o trabalho de orientação dos moradores. A vivência na rua é fundamental para a formação dos universitários”, afirma o secretário.

A colagem dos cartazes acontece de 10 até 12h. Os agentes também irão fixar o material nos bares, lanchonetes, padaria e bancas de jornais próximos aos terminais rodoviários.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.