Defesa Civil fez mais de mil atendimentos em menos de seis meses neste ano

60,2% do total de ocorrências de 2020 foi feito em um terço deste ano.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O corpo técnico da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias fez até a última terça-feira (18) um total de 1.006 atendimentos em 2021. Durante todo o ano passado, foram realizados 1.671 atendimentos, ou seja, o volume de trabalho neste ano já representa 60,2% do total de ocorrências de 2020. O governo interino reforçou em janeiro o quadro de funcionários da Defesa Civil, com mais uma engenheira, um técnico de edificações, uma geóloga, um meteorologista e um geógrafo.

“São números que comprovam a importância de as secretarias estarem com um corpo técnico reforçado, com mais funcionários, prestando serviço qualificado. Dessa maneira, conseguimos atender as demandas da população mais rapidamente”, ressalta o prefeito interino Hingo Hammes.

A Defesa Civil recebe, em média, 40 chamados por semana. O telefone 199 também fica disponível 24h para relatos de ocorrências. A ligação é gratuita. Segundo o secretário da pasta, tenente-coronel Gil Kempers, isso é uma demonstração de confiança da população no serviço prestado.

“A gente fica muito contente em conseguir em pouco tempo esse grande número de atendimentos. Praticamente zeramos a fila de ocorrências para atendimento. A população está demonstrando uma grande confiança no nosso serviço. Queremos oferecer o serviço da melhor forma para os moradores”, disse Gil Kempers, explicando um pouco mais sobre os atendimentos feitos pela Defesa Civil.

“O morador também pode pedir uma vistoria preventiva, em caso de rachaduras no seu terreno, por exemplo. É só ligar e agendar o melhor dia e horário. Claro que existe uma prioridade para os casos emergenciais, mas todos serão atendidos”, completou o secretário.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.