A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias e a Polícia Militar (PM) realizaram na tarde desta quinta-feira (20.09) a última etapa da Blitz Verde, campanha que tem como objetivo conscientizar motoristas e pedestres sobre os problemas causados pelos incêndios florestais. Agentes e militares distribuíram cerca de 1.200 cartilhas de prevenção aos casos em Cascatinha, na altura do posto da PM, região próxima de onde aconteceu uma ocorrência de fogo em vegetação no dia 8 desse mês, que consumiu o equivalente a um campo de futebol na Rua Humberto Rovigatti.

A entrega do material faz parte do conjunto de atividades do Plano Inverno de Petrópolis 2018, que busca enfrentar as ameaças da estação. Neste trabalho integrado, os órgãos entregaram quase cinco mil cartilhas, com ações em conjunto no Centro, Itaipava, Corrêas e Cascatinha. A ideia é envolver e conscientizar a população para reduzir o número de casos na cidade. Após o início do período de estiagem, em julho, são mais de 180 hectares destruídos pelo fogo.

“Precisamos da ajuda da população como nossa maior aliada contra os incêndios florestais. A orientação é uma ferramenta importante na redução do número de casos”, garante o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, lembrando ainda que o inverno termina no sábado, dia 22 de setembro.

“Mesmo com a mudança da estação, é importante que a população se mantenha atenta e denuncie os casos na cidade. Precisamos estar atentos para prevenir e cuidar das áreas verdes existentes no município. Quanto mais pessoas conscientizadas sobre o assunto, melhor”, disse o secretário.

Fazer queimadas, mesmo que seja em áreas rurais, é crime previsto em lei, assim como a soltura de balões. Nos dois casos, pode levar a detenção de seis meses a um ano, além da aplicação de multa. A presença da Policia Militar, neste aspecto, é fundamental para o sucesso na entrega das cartilhas, orientando sobre as punições para quem for pego em flagrante.

Silvania da Silva, capitã do 26° Batalhão de Policia Militar (BPM), lembra que os militares já realizam trabalhos de prevenção, com foco na redução do risco de desastres de origem natural. Nesta ação, em conjunto com a Defesa Civil, é importante deixar claro para a população que práticas como as queimadas e a soltura de balões são crimes.

“É importante que a população entenda que as práticas são crime e que podem denunciar para a Polícia Militar através do 190. Dessa maneira, acreditamos que podemos diminuir o número de ocorrências dentro do município”, explica.

Outra ferramenta importante na prevenção a incêndios florestais é o drone, utilizado pela Defesa Civil em parceria com órgãos ambientais no mapeamento e monitoramento de áreas de preservação. Mesmo após o término deste trabalho, o equipamento permanece disponível para os brigadistas e também para o Corpo de Bombeiros em caso de queimadas.

“Seguimos à disposição, não apenas com o drone, mas também com a nossa brigada de combate aos incêndios florestais. Esperamos conseguir bons resultados com todas as ações em conjunto realizadas neste período”, explica Paulo Renato.

O trabalho preventivo da Defesa Civil também estabelece ações de resposta para agilizar o atendimento às ocorrências e minimizar os efeitos das queimadas. O Plano Inverno de Petrópolis 2018, com suas respectivas matrizes de atividades e responsabilidades, está disponível para download no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).