Último registro significativo de chuva foi no dia 21 de agosto

Previsão é que o tempo seco continue até o final do mês

 

Foto: Divulgação / ASCOM Prefeitura de Petrópolis

Sem chuva há quase um mês e com a previsão de tempo seco até o final de setembro para o município, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntarias faz um alerta para os riscos de incêndios florestais neste período. Os ventos fortes dessa época do ano potencializam a propagação do fogo nas matas, causando diversos prejuízos ambientais. Desde o lançamento do Plano Inverno 2017 de Petrópolis, a Secretaria de Meio Ambiente recebeu 19 denúncias de queimadas, o que gerou sete notificações e quatro multas. Entre os meses de janeiro e agosto deste ano, os bombeiros registraram 43 casos de fogo em vegetação da cidade, o que representa a redução em mais de 60% em comparação com o ano passado, que foram 109.

Em Pedro do Rio e na Posse, locais com maior risco de incêndios florestais segundo estudo realizado pelo Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais do Estado do Rio de Janeiro (Cemaden/RJ), o último registro significativo de chuva foi no dia 21 de agosto, quando os pluviômetros registraram 11 e 12 milímetros respectivamente. A previsão do tempo indica que o sol e o calor devem permanecer na cidade até os últimos dias de setembro. O secretário de Defesa Civil e Ações Voluntarias, coronel Paulo Renato Vaz, explica que além dos prejuízos para a fauna e flora, as queimadas fragilizam o solo, aumentando as chances de acontecer uma tragédia durante o verão.

“São diversos os prejuízos ambientais causados pelas queimadas. Mas temos uma grande preocupação com a erosão do solo, que pode acarretar em um deslizamento de terra durante as fortes chuvas do verão. Contamos com o apoio da população que devem denunciar os casos para a Secretaria de Meio Ambiente”, disse Paulo Renato.

Foto: Divulgação / ASCOM Prefeitura de Petrópolis

Desde julho, a prefeitura promove a campanha #QueimadaNão, passando por 56 escolas da rede municipal, chegando a mais de 5 mil pessoas, entre alunos e professores. O trabalho preventivo busca conscientizar a população, em especial as crianças e os adolescentes, sobre os riscos das queimadas e da soltura de balões. O secretário de Defesa Civil destaca a importância dos jovens na disseminação da campanha.

“Acreditamos muito no protagonismo das crianças e dos adolescentes como multiplicadores da informação. Orientamos que falem sobre o assunto em casa, na escola, nos cursos e nos demais lugares que frequentarem. É importante que eles saiam da apresentação com a certeza que podem ajudar nesse trabalho, que é de prevenção e também de fiscalização”, explica.

No comando do Corpo de Bombeiros de Petrópolis desde o final do mês de julho, o tenente coronel Ramon Camilo enfrenta pela primeira vez o período de estiagem a frente da corporação na cidade. Ele explica que os militares, em parceria com a Defesa Civil e órgãos ambientais, trabalham para conscientizar a população sobre os problemas causados pelas queimadas. “Queremos que as pessoas fiquem cientes de como evitar ocorrências como essas e que fatores como estiagem, fortes temperaturas e baixa umidade do ar podem potencializar a ocorrência de incêndios”, disse.

Nesta segunda-feira (18.09), acontece uma caravana socioambiental organizada pela Secretaria de Meio Ambiente, entre a Posse, Taquaril e o Brejal, com a distribuição de panfletos sobre a importância da preservação ambiental e os perigos das queimadas. “O objetivo principal é realizar a sensibilização da comunidade quanto ao patrimônio natural de sua região e diminuir as ocorrências ambientais, sejam de queimadas ou maus tratos, por meio de educação ambiental”, afirma Fred Procópio, secretário de Meio Ambiente.

As multas para quem for pego provocando queimadas variam de acordo com o tamanho atingido pelas chamas e podem ser entre R$ 14 mil e 700 até R$ 44.100. A pena para quem for pego soltando, transportando ou comercializando balões varia entre um e três anos de prisão, além de multa. As denúncias podem ser feitas na Secretaria de Meio Ambiente pelos telefones: (24) 2233-8180 e (24) 98828-8633.​

Fonte: Prefeitura Municipal de Petrópolis