De férias em Petrópolis, Giugiu Morgen faz retrospectiva positiva de 2020

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Por: Roberto Marcio

Foto: Felipe Almeida

O ano de 2020 começou com uma grande expectativa para a jovem petropolitana Giuliana Morgen. Afinal, agora competindo em seu primeiro ano na júnior, a atleta ganharia a oportunidade de disputar contra as melhores do planeta na Copa do Mundo de MTB Júnior, a UCI Juniors World Series XCO, com objetivo de preparar-se para o campeonato mundial da modalidade.

Agora, de férias em sua casa em Petrópolis e dando uma pausa de alguns dias nos treinamentos, a jovem de 17 anos faz uma retrospectiva de sua temporada 2020, destacando suas principais vitórias e aprendizados. 

“Estou tirando duas semanas de férias da bike. Ordens do treinador”, comentou Giugiu. “Quando estou treinando, pedalo seis vezes por semana. Tenho um dia de descanso, mas uso para fazer treinos de core”, complementou a atleta, destacando ainda o cansaço gerado por longas viagens nacionais e internacionais quando vai competir. 

A temporada de Giugiu começou com o pé direito no dia 23 de fevereiro, na Argentina. Competindo no Abierto Noa, prova classe 1 UCI, a ciclista venceu em sua categoria e, de quebra, chegou em terceiro na classificação geral. No dia 1 de março, a petropolitana obteve mais uma vitória na Juniors Series, vencendo a Copa Chile Internacional. 

Mantendo a intensidade sempre elevada, Giugiu voltou para o Brasil e, já no dia 8 de março, largou para vencer a prova de XCO da primeira etapa da Copa Internacional de MTB, uma das principais competições de mountain bike do Brasil, que aconteceu na cidade mineira de Araxá. Depois disso, o mundo todo viu-se paralisado pela pandemia da Covid-19. 

Tempos de pandemia e pedaladas virtuaisPara um atleta, encontrar estímulo para treinar sem saber ao menos como e quando as competições voltarão a acontecer certamente não é tarefa simples. Porém, no caso de Giugiu, a determinação e o foco falaram mais alto. Para ela, a ideia foi apoiar-se em um pensamento “simples”, porém eficiente. 

“A verdade é que as provas vão voltar a acontecer uma hora ou outra, por isso continuo treinando como se nada tivesse mudado”, disse a atleta em uma das quatro pedaladas virtuais que a Sense Factory Racing, equipe de Giugiu, organizou no mês de abril e maio.

Os passeios e corridas temáticas acontecerem no Zwift, plataforma que permite realizar pedais virtuais pela internet, e tiveram transmissão pelo instagram da equipe Sense Factory Racing. Nas atividades, Giugiu e os outros atletas do time tiveram a oportunidade de pedalar e interagir com o público sem sair de casa – com isso, a tão fundamental interação com os fãs seguiu firme e forte.

Campo de treinamento com a equipeEntre os dias 15 e 19 de Julho, a equipe de Giugiu realizou um Training Camp em Petrópolis, para reunir seus atletas, criando o clima de competitividade que é tão importante para um profissional do esporte. Na ocasião, todas as medidas de segurança e isolamento foram tomadas, para evitar a proliferação da Covid-19.

Para quem anda de bike, Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, é certamente um dos melhores lugares do Brasil. Além de ser muito bonita e completa para todos os tipos de pedal, a região ainda apresenta uma vantagem singular: é lá onde moram Albert Morgen e sua filha Giugiu, ambos atletas de cross-country, e Diego Knob, atleta de Enduro e trail builder.  

Além deles, o Training Camp Sense Factory Racing ainda contou com a presença de Mário Couto e Rubinho Valeriano, também atletas de cross-country, Clara Carvalho e Diogo Sclebin, do Triathlon, Rafael Juriti, do Triathlon Off-Road e o Dougrão, do desafio Sai do Sofá Sense Bike. 

Para manter o clima “de casa”, toda a equipe ficou hospedada no sítio do avô de Giugiu, com acesso para as estradas e trilhas que a revelação do XCO nacional usa para treinar. 

“Está sendo muito legal. Estou tirando duas semanas de férias da bike. Ordens do treinador”, comentou Giugiu. “Quando estou treinando, pedalo seis vezes por semana. Tenho um dia de descanso, mas uso para fazer treinos de core”, complementou a atleta, destacando ainda o cansaço gerado por longas viagens nacionais e internacionais quando vai competir.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.