Foto: Divulgação

CTO completa 40 anos olhando para o futuro

Centro de Terapia Oncológica de Petrópolis é referência para o atendimento em mais de 20 cidades

Referência no tratamento do câncer em todo o interior do Estado, o Centro de Terapia Oncológica (CTO) celebra uma data importante neste mês de julho: os 40 anos de fundação. Há quatro décadas, a clínica funcionava com apenas duas salas em um edifício comercial da Rua 16 de Março, no Centro. Com o passar do tempo, tudo mudou: a tecnologia evoluiu, a detecção do câncer permitiu uma investigação mais rápida e eficiente, o tratamento se modernizou, e o CTO acompanhou esse processo. Instalado em uma casa da Rua Dr. Sá Earp, no Centro, há mais de 24 anos, o espaço conta com ambiente acolhedor e uma grande equipe de profissionais.

Atualmente, o CTO tem eu seu quadro clínico 15 médicos – incluindo oncologistas, hematologistas, infectologistas e psicólogos; seis profissionais na equipe de enfermagem, cinco na equipe de farmácia, além de recepcionistas e o pessoal de apoio. Esse time atende a uma demanda de quase 3 mil pessoas por mês. E não apenas petropolitanos: o Centro de Terapia Oncológica recebe pacientes de 22 municípios do interior do Rio e de Minas Gerais.

Sócio-fundador do Centro de Terapia Oncológica de Petrópolis, Mauro Sérgio Vieira de Melo conta como o tratamento contra o câncer começou em Petrópolis e a evolução com o passar do tempo: “A oncologia começou em Petrópolis quando começou a surgir a tecnologia para o tratamento. Os colegas da época viram algum resultado e começaram a se entusiasmar. Mesmo assim, o que se alcançava era muito pouco perto do que se tem hoje. Muita coisa mudou nesses 40 anos. Infelizmente, ainda não se consegue curar todas as neoplasias malignas, mas o percentual de cura da doença melhorou bastante”, destacou.

Também sócia e oncologista do CTO, Carla Ismael lembrou da trajetória da clínica. “Nós começamos em um pequeno consultório na Rua 16 de Março, e depois passamos a atender em uma casa, no bairro de Corrêas, onde os pacientes faziam a quimioterapia. Depois, adquirimos a casa na Rua Dr. Sá Earp, onde estamos até hoje. Durante todo esse tempo, crescemos e temos uma equipe especializada e preparada. Mas, além da questão técnica, o mais importante é que nós atendemos com o coração. Durante todo esse tempo, assistimos histórias de superação, e eu acho que isso é o mais importante desses 40 anos”, destacou, lembrando que a clínica tem uma história que se confunde com a própria cidade de Petrópolis.

E o futuro? Para o oncologista Bernardino Alves Ferreira Neto, que também compõe o quadro societário do CTO, o tratamento do câncer tende a ser cada vez melhor, com maior resolutividade e menos sofrimento. “Esse é o nosso objetivo. Manter o acolhimento e o cuidado com os pacientes oncológicos, tendo como principal meta amenizar o sofrimento de quem tem o câncer e também dos familiares, cuidadores e amigos dessas pessoas. Nossa ideia é sempre buscar a cura da doença, com a maior efetividade possível”, lembrou.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também