FOTO DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO

Crivella é criticado após mandar recolher publicações que continham ”material imprópio” na Bienal do Livro

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Marcelo Crivella foi bastante criticado ao mandar recolher publicações com conteúdo “pornográfico” na Bienal do Livro, após falar que uma graphic novel dos Vingadores continha “material impróprio”, por ter um beijo gay.

”Crivella tenta colocar a sociedade brasileira em tempos medievais”, diz o CEO da Companhia das Letras, Luiz Schwarcz.

João Doria, governador de São Paulo, também foi citado por mandar recolher um livro didático que explica a alunos do 9º ano do Ensino Fundamental o que é identidade de gênero.

Diante da censura feita por Marcelo Crivella, foi feita uma fiscalização para identificar livros considerados ‘impróprios’ na Bienal do Livro: ”A Companhia manifesta seu repúdio a todo e qualquer ato de censura e se posiciona, mais uma vez, a favor da liberdade de expressão”.

“Eles desprezam valores fundamentais da sociedade e tentam impedir o acesso à informação séria, que habilita os jovens a entrar na fase adulta mais preparados para uma vida feliz”. Concluiu Luiz Schwarcz.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.