Foto: Agência Brasil

Crianças de 3 e 4 anos imunossuprimidas começam a ser vacinadas contra covid-19 nesta sexta em Petrópolis

O imunizante utilizado será o Coronavac, que prevê um intervalo de 28 dias entre a aplicação da primeira e segunda dose.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Crianças de 3 e 4 anos começam a serem imunizadas com a vacina contra a covid-19, nesta sexta-feira (22). O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (21) pelo prefeito Rubens Bomtempo, junto com o secretário de saúde Marcus Curvelo, seguindo a Nota Técnica do Ministério da Saúde. A vacinação será iniciada por meninos e meninas imunocomprometidos.

O imunizante utilizado será o Coronavac, que prevê um intervalo de 28 dias entre a aplicação da primeira e segunda dose. “Segundo a nota técnica publicada pelo Ministério da Saúde, a imunização deve ser realizada por grupos prioritários, ou seja, os imunocomprometidos. Vamos seguir o cronograma, porém, esse era um momento importante e muito esperado por pais e responsáveis de crianças dessa faixa etária”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Ao todo, são 7.788 crianças de 3 e 4 anos, imunocomprometidas ou não, que devem ser vacinadas em Petrópolis. “Para a ampliação do cronograma, no entanto, dependemos do envio de novas doses pelo MS. Isso porque, a quantidade de vacinas Coronavac em estoque não seria o suficiente para a aplicação das duas doses, pois, diferente dos demais imunizantes, o intervalo entre elas é curto. Por isso, ainda não podemos afirmar quando poderemos avançar dentro dessa faixa etária”, explica o secretário de Saúde, Marcus Curvelo.

O secretário acrescenta que, a Secretaria de Estado de Saúde – Subsecretaria de Promoção da Saúde, Atenção Primária e Vigilância de Saúde, informou por meio de ofício, enviado no dia 15 de julho, que, “no momento o Ministério da Saúde não possui estoques de vacinas Coronavac no almoxarifado nacional para distribuir aos Estados e será necessário adquirir através de importação na China direto do produtor SINOVAC, o que se dará num prazo de 45 dias ou mais”.

Segundo Thayene Varella, chefe da Divisão de Imunização da Secretaria de Saúde, outra orientação do Ministério da Saúde em relação ao início da vacinação desse público é o intervalo entre as imunizações de covid-19 e as vacinas de rotina que compõem o calendário nacional. “Agora temos a orientação do Ministério da Saúde para que as crianças a partir de 3 anos possam realizar a vacina da covid-19 no mesmo dia que as outras ou em qualquer intervalo. Podemos aproveitar a ida aos postos para atualizar caderneta e elevar as coberturas vacinais em nosso município”, frisa.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.