Foto: Giro Serra

CPTrans informa ao Comutran que a situação da Viação Cascatinha é insustentável

De acordo com um relatório encaminhado ao prefeito, a continuidade da empresa no sistema de transporte público da cidade representa um risco de paralisação dos serviços a qualquer momento.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A CPTrans encaminhou um relatório técnico ao prefeito Rubens Bomtempo e à Procuradoria-Geral do Município apontando que a Viação Cascatinha não possui mais condições de continuar operando na cidade. De acordo com o relatório, a continuidade da empresa no sistema de transporte público da cidade representa um risco de paralisação dos serviços a qualquer momento.

“Depois de cinco anos, vejo que o sistema de transporte da nossa cidade foi esquecido, mas a partir de agora temos um governo que não abre mão do seu comando. Vamos devolver o sistema de transporte para o povo e não vamos permitir que o usuário seja prejudicado”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Segundo o diretor-presidente da CPTrans, Jamil Sabrá, o encaminhamento do relatório foi necessário para que o município possa tomar as providências urgentes em prol da população.

“É uma determinação do prefeito Rubens Bomtempo que tomemos medidas mais duras contra as empresas que apresentam deficiência na prestação de serviço. A partir de agora, a Prefeitura não vai mais aceitar que o usuário do transporte público seja prejudicado do jeito que vem sendo nesses últimos anos”, disse Jamil Sabrá.

A atual gestão da CPTrans assumiu em 20 de dezembro de 2021 e, desde então, vem buscando meios de aprimorar a operação de transporte público de passageiros no município. As diversas falhas na prestação do serviço geraram um alto índice de reprovação da empresa junto à população.

“Acreditamos que, para ter êxito, nossa gestão deve ser participativa. Dessa forma, jamais poderíamos deixar de considerar o posicionamento da população. Hoje, a Viação Cascatinha possui uma frota operante ineficiente, onde 49% de seus veículos encontram-se com vida útil vencida ou vencendo neste ano de 2022. Encaminhamos um relatório técnico anexo ao processo, determinando a substituição imediata dos veículos”, disse Jamil Sabrá.

Em abril, a Viação Cascatinha apresentou 174 ocorrências de falhas mecânicas e foi multada pela CPTrans em R$ 35.190,00. Nos últimos meses, a CPTrans vem constatando um considerável aumento na quebra de veículos e não cumprimento de horário e viagens nos últimos meses pela viação.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.