CPTrans convoca população para discutir Transporte Coletivo Tema será discutido no próximo dia 23, em consulta pública para o Plano de Mobilidade Urbano

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

            A CPTrans está convocando os petropolitanos para discutir Transporte Coletivo durante mais uma consulta pública para composição do Plano de Mobilidade Urbana. O tema será abordado no próximo dia 23 de outubro, às 19h, durante a Semana de Engenharia da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), no Campus Barão do Amazonas. A discussão também inclui o transporte coletivo individual de passageiros.

            “Entregar o Plano de Mobilidade é uma meta que traçamos no nosso governo. É um documento de extrema importância para Petrópolis e que irá nortear nossa cidade para o desenvolvimento de mobilidade”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

            A intenção é que a população, ao participar da consulta, auxilie na produção do PlanMob apontando diversos aspectos que envolvam o assunto e opinando sobre como esse modal afeta a sua vida. No caso do Transporte Coletivo, que vai envolver tanto o de passageiros quanto o individual, o público irá receber uma ficha técnica para que seja munido de informações sobre os assuntos.

            “Esse, sem dúvida, é um dos temas de maior abrangência de público, então é importante que a população vá porque o assunto debatido ajudará a compor o PlanMob, que poderá afetar o dia a dia dos petropolitanos. O plano é projeto desenvolvido pela companhia, mas é tarefa de todos ajudar na sua composição demonstrando aspectos diferentes para que ele englobe e contemple as melhores ideias para a mobilidade da cidade”, explicar o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

            A ficha técnica sobre transporte coletivo de passageiros irá informar dados estatísticos de acidentes de trânsito relativos a 2017, uma estimativa do número de habitantes que o utilizam, além de total de quilômetros percorridos, o número de passageiros transportados e uma projeção para 2018. Essa ficha também traz uma análise qualitativa, que demonstra as vantagens e desvantagens desse modal, além de seus riscos e oportunidades.

            Já a ficha técnica sobre transporte público individual abrange os táxis comuns e adaptados. O documento aponta desde a frota deste tipo de veículo até a evolução da frota e também traz uma análise qualitativa sobre suas vantagens e desvantagens, riscos e oportunidades, além das ações impactantes que estão sendo realizadas atualmente.

            “Quem não puder comparecer, iremos disponibilizar os dados das fichas técnicas após a realização da consulta. A intenção é dar maior abrangência à população que também contará com um formulário para que possa emitir sua opinião sobre o assunto que tem interesse. O site disponibiliza a consulta sobre transporte não motorizado”, explica o diretor técnico e operacional da CPTrans, Luciano Moreira. O acesso deverá ser feito no www.petropolis.rj.gov.br/cptrans.

Outras duas consultas públicas também ocorrerão durante a Semana de Engenharia

            Além do Transporte Coletivo no dia 23, outras duas consultas públicas estão programadas para ocorrer consecutivamente: no dia 24 o tema Patrimônio Histórico e Feiras será discutido e, no dia 25 Cargas e Fretamento será o assunto abordado. Todas as consultas ocorrem a partir das 19h, no Campus Barão do Amazonas da UCP.

Até a conclusão do Plano de Mobilidade, a previsão é que outras 12 consultas públicas e quatro audiências sejam realizadas. Entre os temas que serão discutidos nas próximas reuniões estão educação e segurança no trânsito, turismo e grandes eventos, transporte escolar, eixos de crescimento urbano, LUPOS e leis de planejamento. Após essas consultas, será realizada a primeira audiência pública, dando início a uma nova fase de elaboração do PlanMob.

Após essa fase serão feitas novas consultas públicas, só que por eixos: infraestrutura de trânsito; operação de trânsito, que inclui segurança viária, fiscalização e uso do solo; além de acessibilidade universal e sustentabilidade ambiental. Ao final dessas consultas, será feita mais uma audiência com a apresentação das propostas e, depois, a última etapa de consultas públicas ocorrem nos bairros. Pelo cronograma três consultas: a primeira inclui a área do primeiro distrito; a segunda, do segundo distrito e a terceira do terceiro, quarto e quinto distritos.

 

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.